PUBLICIDADE
Notícias

Beber refrigerante pode destruir DNA

Segundo pesquisa, o consumo diário pode ocasionar em envelhecimento na idade biológica

15:39 | 21/10/2014
NULL
NULL

De acordo com pesquisa publicada no American Journal of Public Health, consumir refrigerante com frequência pode acarretar em destruição do DNA, mediante a redução dos telômeros (complexos DNA-proteína encontrados nas extremidades dos cromossomos que os protegem) nos glóbulos brancos.

Os telômeros afetados são responsáveis pela ocorrência de doenças ligadas à idade, como o câncer, problemas cardíacos e diabetes.

Cálculo dos pesquisadores apontou que beber 500 ml da bebida rotineiramente provoca um envelhecimento de 4,6 anos na idade biológica. Independente de raça, idade ou nível de instrução, os resultados foram os mesmos em todos os pacientes testados.   

"O consumo regular de refrigerantes adocicados pode influenciar o desenvolvimento de doenças, não apenas por impactar negativamente o metabolismo, mas por acelerar o envelhecimento das células", afirmou Elissa Epel, principal autora do estudo e professora da Universidade da Califórnia.

O efeito do consumo de refrigerante seria, portanto, semelhante ao do tabagismo ou do sedentarismo.

Redação O POVO Online

 

TAGS