PUBLICIDADE
Notícias

O Dia do Portador do Marcapasso é comemorado pela primeira vez no Brasil

Médicos de todo o País tiram dúvidas da população sobre o funcionamento do aparelho, por meio de cartilhas e painéis ilustrativos

15:02 | 23/09/2014
NULL
NULL

O Dia do Portador do Marcapasso é lembrado nesta terça-feira, 23, pela primeira vez, no país.

Para marcar a data, o Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial (Deca) da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular organizou diversas ações.

Médicos de todo o Brasil tiram dúvidas da população a respeito do funcionamento do aparelho, com o auxílio de cartilhas e painéis ilustrativos.

O marcapasso é um dispositivo eletrônico implantado próximo ao coração do paciente com a finalidade de corrigir a frequência dos batimentos, substituindo o sistema elétrico natural do coração que, quando apresenta problemas, produz sintomas incapacitantes, como tonturas, desmaios, cansaço e falta de ar.

Coordenador da campanha do Deca no Rio, o cardiologista Sergio Bronchtein explicou que o objetivo da campanha é orientar a população a respeito dos “mitos e verdades” sobre o dispositivo.

“Os portadores de marcapasso e seus familiares ainda têm muitas dúvidas sobre o que pode e o que não pode fazer quem realizou a cirurgia de implantação do aparelho. Queremos mostrar que há poucas restrições e que o marca-passo não impede que a pessoa leve uma vida normal.”

O médico listou algumas das restrições e não recomenda aos pacientes que consertem aparelhos elétricos, pois existe a possibilidade de choque elétrico.

Ele alerta ainda que a maioria dos modelos de marcapasso, principalmente os mais antigos, restringe a pessoa de realizar ressonância magnética.

Os especialistas orientam ainda que, para entrar em agências bancárias que tenham porta giratória, o usuário leve consigo o documento que comprove o uso do marcapasso.

O cardiologista diz que os eletrodomésticos, desde que em perfeito estado, podem ser usados normalmente, inclusive celulares e micro-ondas.

Praticar exercício físico, dirigir automóvel e viajar de avião também são permitidos.

Segundo o Deca, há no Brasil mais de 300 mil portadores de marca-passo e, a cada ano, são implantados cerca de 40 mil novos dispositivos.

Agência Brasil

TAGS