PUBLICIDADE
Notícias

Anvisa suspende a venda do medicamento que trata insônia e desordem de ansiedade

O motivo da suspensão ocorreu após a Anvisa descobrir um resultado insatisfatório de teor de flavonóides. O laboratório responsável diz que discorda do resultado

17:55 | 24/07/2014
NULL
NULL

Atualizada às 12h01min, do dia 25/7


A comercialização e o uso do medicamento Passiflora Incarnata Seakalm 260mg foi suspendido pela Agência Nacional Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta quinta-feira, 24. O medicamento que é um calmante fitoterápico trata de insônia e de desordens da ansiedade e era fabricado pela Natulab Laboratório S.A, da Bahia.

O motivo da suspensão do remédio ocorreu após a Anvisa descobrir um resultado insatisfatório de teor de flavonóides no lote nº 33112 do medicamento. O resultado foi apresentado através de um laudo de análise fiscal e em uma ata de perícia emitidos pela Fundação Ezequiel.

Depois da análise, a Anvisa ordenou que a empresa recolhesse o estoque do medicamento existente no mercado e que seja suspensa qualquer comercialização ou distribuição do remédio em todo território nacional.

Em nota, a Natulab Laboratório S.A informou que reanalisou o produto e constatou que não prejudica a saúde dos usuários. O laboratório informa, ainda: ''A Natulab contestará, junto à Anvisa, a validade da análise fiscal, por discordar dos resultados."

Redação O POVO online

TAGS