Termo de Uso Política de Privacidade Política de Cookies Conheça O POVO Trabalhe Conosco Fale com a gente Assine Ombudsman
Participamos do

'Nós precisamos dialogar também com o eleitorado do Bolsonaro', diz Haddad

20:20 | Set. 24, 2018
Autor O Povo
Foto do autor
O Povo Jornal
Ver perfil do autor
Tipo Notícia
O candidato do PT ao Planalto, Fernando Haddad, fez um aceno ao eleitorado do seu principal adversário, Jair Bolsonaro (PSL), e disse que o diálogo também deve se estender a esta fatia da população. "Nós precisamos dialogar também com o eleitorado do Bolsonaro. Pode estar faltando conversa, diálogo. Precisamos ter humildade", afirmou, durante entrevista concedida a blogueiros, nesta segunda-feira, 24.

O petista apontou também espaço para crescer nas pesquisas diante de uma campanha ainda curta. "Sou candidato há 13 dias", disse. Haddad, entretanto, ponderou que nos próximos dias da corrida eleitoral "pode acontecer tudo. Para o bem e para o mal".

Além de sinalizar abertura para o eleitorado de Bolsonaro, Haddad mostrou disposição em reconstruir alianças, sobretudo com a sociedade, em um eventual novo mandato do PT no poder. "Não vamos resolver as coisas no dia 7 ou 28 de outubro. Às vezes eu vejo um candidato falando que se ele se eleger, vai sair forte. Isso não vai acontecer. O que vai acontecer é que quem ganhar vai ter de vir 'piando' conversar com as pessoas".

O candidato voltou a enaltecer uma possível aliança com Ciro Gomes (PDT) no segundo turno. "Eu acho que nós vamos estar juntos. Só o fato de termos um representante de centro-esquerda no segundo turno é um avanço. Há dois anos eu achava que isso era impossível", disse Haddad.

Agência Estado

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags