PUBLICIDADE
Notícias

'Não queria mais participar da política de tão enojado que estava', diz Ciro ao se lançar candidato

Ele atribuiu ao presidente do partido, Carlos Lupi, a "tarefa de levantar a bandeira do trabalhismo"

13:58 | 20/07/2018
NULL
NULL

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), foi lançado no início da tarde desta sexta-feira, 20, candidato à Presidência da República, na convenção nacional do seu partido, em Brasília. Ele quebrou o protocolo previsto pela organização e decidiu falar no palco principal algumas palavras à militância do partido, que gritava palavras de ordem: "Brasil pra frente, Ciro presidente".

 

[FOTO1] 

 

"Eu não queria mais participar da política brasileira de tão enojado que estava. É o Carlos Lupi a quem eu devo neste momento a tarefa de levantar a bandeira do trabalhismo", disse Ciro, citando Leonel Brizola.

 

Assista ao discurso de Ciro Gomes:

 

[VIDEO1]

 

Na sequência, voltou a fazer mea culpa em relação ao seu temperamento. "Minha ferramenta de trabalho é a palavra, isso me leva a cometer erros. Não sou imune a erros", disse.

 

[SAIBAMAIS] 

 

O presidente do PDT, Carlos Lupi também falou à militância dizendo que "aquela não era a apresentação de um garoto propaganda", mas de alguém que estava disposto ao debate de ideias.

 

Lupi afirmou ainda que a inspiração da campanha será Leonel Brizola. Ele também disse que "muitos criticam Ciro por ser duro no discurso". "Mas como ser mole em um Brasil como m tanta corrupção e golpistas?", questionou.

 

Esta é a terceira eleição presidencial que o sobralense disputará. Ele entrou na corrida ao Palácio do Planalto em 1998 e 2002. 

 

Abandono do Centrão 

 

Ambicionada por Ciro Gomes, a cúpula do centrão, formada por DEM, PP, PR, SD e PRB, decidiu nesta quinta-feira que apoiará a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) na disputa. Segundo a Folha de S. Paulo, o anúncio oficial deverá acontecer na próxima quinta-feira, dia 26. 


Redação O POVO Online

com Agência Estado

TAGS
'Não queria mais participar da política de tão enojado que estava', diz Ciro ao se lançar candidato
PUBLICIDADE
Notícias

'Não queria mais participar da política de tão enojado que estava', diz Ciro ao se lançar candidato

Ele atribuiu ao presidente do partido, Carlos Lupi, a "tarefa de levantar a bandeira do trabalhismo"

13:58 | 20/07/2018
NULL
NULL

O ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT), foi lançado no início da tarde desta sexta-feira, 20, candidato à Presidência da República, na convenção nacional do seu partido, em Brasília. Ele quebrou o protocolo previsto pela organização e decidiu falar no palco principal algumas palavras à militância do partido, que gritava palavras de ordem: "Brasil pra frente, Ciro presidente".

 

[FOTO1] 

 

"Eu não queria mais participar da política brasileira de tão enojado que estava. É o Carlos Lupi a quem eu devo neste momento a tarefa de levantar a bandeira do trabalhismo", disse Ciro, citando Leonel Brizola.

 

Assista ao discurso de Ciro Gomes:

 

[VIDEO1]

 

Na sequência, voltou a fazer mea culpa em relação ao seu temperamento. "Minha ferramenta de trabalho é a palavra, isso me leva a cometer erros. Não sou imune a erros", disse.

 

[SAIBAMAIS] 

 

O presidente do PDT, Carlos Lupi também falou à militância dizendo que "aquela não era a apresentação de um garoto propaganda", mas de alguém que estava disposto ao debate de ideias.

 

Lupi afirmou ainda que a inspiração da campanha será Leonel Brizola. Ele também disse que "muitos criticam Ciro por ser duro no discurso". "Mas como ser mole em um Brasil como m tanta corrupção e golpistas?", questionou.

 

Esta é a terceira eleição presidencial que o sobralense disputará. Ele entrou na corrida ao Palácio do Planalto em 1998 e 2002. 

 

Abandono do Centrão 

 

Ambicionada por Ciro Gomes, a cúpula do centrão, formada por DEM, PP, PR, SD e PRB, decidiu nesta quinta-feira que apoiará a candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) na disputa. Segundo a Folha de S. Paulo, o anúncio oficial deverá acontecer na próxima quinta-feira, dia 26. 


Redação O POVO Online

com Agência Estado

TAGS