PUBLICIDADE
Política

Após reação a anúncio de pré-candidatura, Doria diz continuar não sendo político

14:20 | 13/03/2018
O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), escalou a equipe que cuida de suas redes sociais para responder a internautas que reagiram negativamente ao anúncio de sua pré-candidatura ao governo do Estado. Na segunda-feira, 12, ele assumiu oficialmente que está na disputa interna do PSDB para a escolha do candidato, após aliados organizarem sua inscrição nas primárias.

Depois do anúncio do prefeito, internautas reagiram à notícia. Nas redes sociais, circulavam entrevistas dadas por ele quando era candidato à prefeito em que prometia ficar na Prefeitura pelos quatro anos e que não era candidato a nenhum outro cargo. Apesar de assumir uma candidatura um ano e depois meses de um mandato no Executivo municipal, Doria disse nas respostas que "nada muda" em seu discurso de não ser político, mas, um gestor.

Na noite desta segunda-feira, ao compartilhar sua decisão de se inscrever nas prévias, Doria procurou reforçar o discurso de que foi "aclamado" pela militância do partido para ser candidato. "Pessoal, não posso negar essa importante convocação. A maioria absoluta dos representantes e lideranças do meu partido fez esse chamado", escreveu o prefeito. Aliados de Doria reuniram cerca de 1,7 mil assinaturas de tucanos no Estado para inscrevê-lo nas primárias.

Abaixo da publicação de Doria, seguidores se dividiam entre apoiadores e críticos. "Deveria honrar o voto dos paulistanos e terminar seu mandato. No PSDB é sempre assim, leilão do melhor cargo. Decepção, não tem meu voto como governador", escreveu um internauta.

"Tenho certeza que você seria um excelente governador (esse Estado está precisando muito de gestão), mas não desaponte seus eleitores, você havia dito que ficaria os 4 anos como prefeito de SP. Continue e termine seu mandato, você ganhará mais confiança...", escreveu outro. Para este, a equipe respondeu diretamente, reforçando qualidades do vice-prefeito, Bruno Covas, e dizendo que o perfil de Doria continuaria no governo estadual.

"Nosso vice-prefeito, Bruno Covas, administra São Paulo conjuntamente conosco desde o momento em que assumimos a gestão na Prefeitura. O olhar de administrador, responsabilidade com orçamento e eficiência nos gastos públicos também estarão presentes em nossa eventual administração à frente do governo estadual", diz a resposta.

A equipe de Doria também comentou publicações de apoio à pré-candidatura. "Assim como na iniciativa privada, seu trabalho duro foi reconhecido e é como se estivesse sendo 'promovido'", escreveu uma internauta, para quem o prefeito comentou que "nada muda" quanto a não ser um político, mas, um administrador.

Agência Estado