Chamada de "arrogante", Fernanda Pessoa diz que Julinho "não contribui para debate"

"É fundamental que as discussões se baseiem em ideias e propostas", disse em nota

A deputada federal Fernanda Pessoa (UB) rebateu, em nota enviada ao O POVO, o deputado estadual Júlio César Filho (PT), adversário dela em Maracanaú. Julinho avaliou como "arrogante" a fala de Fernanda conforme a qual não seria interessante para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) "desagradar" uma parlamentar de um partido da base, caso o PT não apoie a reeleição do prefeito Roberto Pessoa (UB), pai dela. Fernanda ressaltou ser da base dos governos estadual e federal.

Júlio então disse que não se surpreender com a afirmação que classificou como "arrogante", "prepotente" e "pedante". "É fundamental que as discussões se baseiem em ideias e propostas, sem recorrer a abordagens que possam ser interpretadas como discriminatórias com base no gênero. 2024 o debate deveria ser outro: construção de melhores políticas públicas para os municípios, os estados e o País. Pena ter que lidar com esse tipo de situação", rebateu Fernanda, em réplica. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Entenda a polêmica:

Grupo de Roberto Pessoa quer apoio do PT em Maracanaú: 'Nossa diferença é com os Ferreira Gomes'

Julinho rebate Fernanda sobre apoio do PT a Roberto Pessoa em Maracanaú: "Prepotente"

Confira nota na íntegra: 

A declaração de Júlio César Filho reflete uma postura que, ao invés de focar em argumentos políticos, parece recorrer a estereótipos de gênero ao descrever a deputada Fernanda Pessoa. Esse tipo de linguagem não contribui para um debate construtivo e pode perpetuar desigualdades na representação política. É fundamental que as discussões se baseiem em ideias e propostas, sem recorrer a abordagens que possam ser interpretadas como discriminatórias com base no gênero. 2024 o debate deveria ser outro: construção de melhores políticas públicas para os municípios, os estados e o País. Pena ter que lidar com esse tipo de situação.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar