Logo O POVO+

Jornalismo, cultura e histórias em um só multistreaming.

Participamos do

Mourão sobre relação com a China: 'de vez em quando há algum ruído, faz parte'

Após participar de reunião da VI Sessão Plenária da Cosban, a Comissão Sino-brasileira de Alto Nível de Concertação e Cooperação, o vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos) reconheceu que os ataques de integrantes do governo à China podem causar ruídos na relação com o principal parceiro comercial do País. Por outro lado, o general minimizou os impactos das declarações: "isso faz parte", disse, nesta segunda-feira, 23.

"A questão do nosso relacionamento do Brasil e China é um relacionamento que vem se desenvolvendo no mais alto nível. De vez em quando sai algum ruído. Isso faz parte", declarou o vice-presidente em coletiva de imprensa.

Vacinas contra covid

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O envio de insumos para a produção de vacinas contra a covid-19 ao Brasil no auge da pandemia foi atrasado após ataques do próprio presidente Jair Bolsonaro (PL) à China. O chefe do Executivo, seus filhos e apoiadores mais próximos chegaram a culpar o país asiático pelo surgimento do novo coronavírus, o que gerou reação em Pequim.

A Cosban é o principal mecanismo bilateral entre Brasil e China e sempre liderada pelos vice-presidentes de parte a parte. O encontro desta segunda-feira, o único desde 2019, aconteceu de modo virtual devido à política de covid zero adotada por Pequim.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar