Participamos do

Lira volta a criticar Renan em meio à disputa pelo governo de Alagoas

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), voltou a disparar contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL). Nas redes sociais, Lira comemorou a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, que ordenou a reabertura do edital para as eleições indiretas ao governo de Alagoas, e pediu que Calheiros "abandone o golpe que tentava impor no Estado".

A declaração acontece na esteira de ataques entre os dois parlamentares, que tentam manter a relevância no Estado, enquanto são definidas as regras das eleições indiretas para estabelecer quem deve suceder o comando do Estado no lugar de Renan Filho (MDB) que renunciou ao cargo para concorrer ao Senado.

"Renan Calheiros deveria pedir desculpa aos alagoanos por mais essa irregularidade que praticou. É improvável que o faça, pois está no seu DNA desrespeitar as instituições e o povo. Vamos continuar vigilantes, buscando o que é correto e bom para Alagoas, porque esse é o nosso dever" publicou Lira.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Como mostrou o Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, a eleição indireta beneficia Paulo Dantas (MDB), candidato dos Calheiros, nas eleições. Gilmar Mendes, no entanto, atendeu ao principal pedido da oposição ao determinar que o registro e a votação dos candidatos a governador e vice-governador sejam realizados em chapa única.

O primeiro edital autorizava candidaturas separadas para os dois cargos, o que era criticado pelo grupo de Lira, para quem a regra beneficiava os Calheiros. Lira tem atuado para emplacar o nome de Rodrigo Cunha (União Brasil) ao governo alagoano. A eleição, indireta, foi marcada para domingo, 15 de maio.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar