Participamos do

Bolsonaro: a locomotiva da economia está no campo, que não parou na pandemia

14:37 | Abr. 09, 2022
Autor Agência Estado
Foto do autor
Agência Estado Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), afirmou hoje no Paraná que a "locomotiva" da economia brasileira é o campo, que "não parou durante a pandemia". Em vídeo divulgado pelo Twitter, o presidente defendeu que o Brasil, ao contrário de outros países que estão sendo afetados pela inflação, é o "melhor país para receber investimentos".

"O mundo inteiro está com uma inflação de alimentos grande, fruto do pós-pandemia, do fica em casa e da guerra da Ucrânia", declarou Bolsonaro. "E o Brasil desponta como o melhor país para investimentos, enquanto lá fora começa o desabastecimento. Dado o agronegócio e nossa política externa", comparou o presidente.

Bolsonaro disse que "ninguém tem o que nós temos", se referindo ao agronegócio brasileiro. "Aqui é uma terra maravilhosa."

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Gasolina

Depois de participar de uma missa no Paraná neste sábado, o presidente voltou a criticar governadores que, segundo ele, seriam os responsáveis pela alta dos combustíveis.

"A gasolina no Brasil está cara? Está. Vejam a composição do preço, o ICMS", atacou Bolsonaro. "O que interessa muito para nós, que é o diesel: quanto é o imposto federal no diesel? Zero. Eu zerei. Procure saber quanto é o ICMS", completou. "Procure saber quanto é a margem de lucro dos tanqueiros e dos donos de postos de combustíveis, se é justo ou não", sugeriu.

Bolsonaro aproveitou e atacou Lula no evento. "Um cara assumiu em 2003 e falou que ia fazer três refinarias, gastou R$ 100 bilhões e não fez nenhuma, e nós somos dependentes de importação de diesel e gasolina".

O ideal, disse ele, é fazer refinarias. "Se tivéssemos feito pelo menos duas refinarias, seríamos exportadores de derivados de petróleo, não importadores."

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Política de privacidade

Aceitar