Participamos do

CNBB manifesta repúdio a "Carnaval fora de época" em Aracati durante a Semana Santa

Igreja diz que eventos são "grande desrespeito à piedade e à fé"; Prefeitura destacou que os shows não ocorrerão na Sexta-feira Santa, mas apenas nos sábado e domingo
12:38 | Mar. 23, 2022
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) manifestou, por meio da Regional Nordeste 1, repúdio a um evento de “Carnaval fora de época” previsto para ser realizado pela Prefeitura de Aracati no período que compreende a Semana Santa, em abril deste ano. O evento foi intitulado de “Paixão no Aracati”.

Em documento publicado nas redes sociais, a CNBB destaca a importância de feriados religiosos no Brasil e diz que estes não são destinados ao "descanso ou passeios turísticos, mas ao recolhimento e à oração". A nota aponta ainda que não há como a Igreja do Ceará silenciar diante do evento em plena Semana Santa.

"Trata-se no mínimo de um grande desrespeito à piedade e à fé do povo cristão", enfatiza. Por fim, a presidência do Regional NE 1 da CNBB pede que os responsáveis pelo evento “revejam a decisão e encontrem outra data para a realização dessa festa".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Subscrevem o documento da CNBB: Dom José Luiz Gomes, bispo da Diocese de Sobral e presidente da Regional NE 1; Dom André Vital, bispo da Diocese de Limoeiro do Norte e vice-presidente da Regional; e Dom Valdemir Vicente Andrade, bispo auxiliar da Arquidiocese de Fortaleza e secretário do Regional NE 1.

Na semana passada, a Prefeitura de Aracati divulgou a programação oficial do evento e reforçou que não ocorrerão atrações na Sexta-Feira da Paixão, data do feriado propriamente dito. "Jamais foram anunciadas agendas que atrapalhassem os eventos religiosos ou que pudessem desrespeitar os valores cristãos. A programação divulgada corrobora isso", escreveu o perfil da Prefeitura nas redes sociais.

E seguiu: "A Sexta-Feira da Paixão será dedicada exclusivamente à reflexão e aos eventos religiosos. A cidade não terá atrações neste dia além das tradicionais encenações da Via Crucis como a da Quixaba, que este ano voltará a ser realizada após 2 anos, com apoio da Prefeitura".

Segundo o poder público, a primeira atração do evento, na madrugada do sábado, 16 de abril "respeita a tradição da Broadway de abrir apenas após a meia-noite da sexta-feira" e os eventos ocorrerão "distante das igrejas" e com o "controle do passaporte vacinal".

Também neste mês, o prefeito de Aracati, Bismarck Maia, destacou ao jornalista Walber Freitas, do O POVO, a dependência de parte da população de rendas provenientes dos eventos de Carnaval.

"A importância do Carnaval no Aracati é grande, mas não tivemos no ano passado e nem esse ano. Por isso, com a possibilidade de reabrir os eventos nesse novo decreto, nós vamos com o 'Paixão Aracati' reaquecer a economia e o turismo do município", disse à época.

O POVO tentou contato com a Prefeitura de Aracati, por meio de números disponibilizado no site do órgão, para comentar a manifestação da CNBB, mas não obteve resposta.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Os cookies nos ajudam a administrar este site. Ao usar nosso site, você concorda com nosso uso de cookies. Leia Mais.

Aceitar