Participamos do

Presidente do Podemos conta que Moro foca nos evangélicos para 2022

Com articulação de Uziel Santana, da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos, o ex-juiz tem realizado encontros com membros da ala evangélica em SP
08:58 | Dez. 11, 2021
Autor Maria Eduarda Pessoa
Foto do autor
Maria Eduarda Pessoa Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A estratégia do ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro (Podemos) visando 2022 deve priorizar os evangélicos. Segundo a presidente do Podemos, Renata Abreu, Moro deve incluir encontros com representantes do núcleo evangélico na agenda de final de ano. A informação é do jornalista Robson Bonin para a Veja.

Com articulação de Uziel Santana, da Associação Nacional dos Juristas Evangélicos, os encontros já têm acontecido em São Paulo. Nesta semana, Moro se reuniu com pastores e lideranças em favor de pautas conservadoras.

Segundo a coluna, a leitura de pessoas próximas a Moro é a de que o pilar que elegeu Bolsonaro é baseado em cinco frentes: liberais, lavajatistas, ‘bolsominions’, evangélicos e o agronegócio, sendo os dois primeiros já rompidos com o atual presidente. Pela lógica, os dois últimos grupos serão chave para o ex-juiz alavancar sua campanha, restando, assim, apenas o núcleo rígido bolsonarista.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Nos bastidores, comenta-se que a relação de Bolsonaro com a ala evangélica está fragilizada após demora no processo de aprovação de André Mendonça para o Supremo Tribunal Federal (STF). Para o núcleo evangélico, Bolsonaro fez pouca movimentação para apressar a sabatina de Mendonça na CCJ, para qual aguardou ser chamado por cerca de cinco meses.

“Se eles verem uma alternativa ao Lula, com perfil conservador, não é difícil de desembarcarem de vez do governo Bolsonaro”, diz um aliado de Moro.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags