Participamos do

PSDB tem dez dias para prestar esclarecimentos sobre falhas em prévias, diz TSE

A decisão ocorreu em um mandado de segurança impetrado pelo advogado Gustavo Futagami da Silva, eleitor filiado à sigla
17:16 | Nov. 24, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ministro Benedito Gonçalves, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), determinou nesta terça-feira, 23, a abertura de prazo de dez dias para que o diretório nacional do PSDB preste esclarecimentos sobre as prévias partidárias suspensas no último fim de semana para a escolha do candidato da legenda à Presidência da República.

A decisão ocorreu após mandado de segurança impetrado pelo advogado Gustavo Futagami da Silva, eleitor filiado à sigla. Ele pediu a suspensão da convenção nacional dos tucanos até que fossem resolvidas as falhas que afetaram o processo de votação da escolha dos candidatos apresentados pelo partido.

Segundo o advogado, a instabilidade no aplicativo da legenda "fere direito líquido e certo do filiado de escolher, através do voto, o próximo presidenciável do PSDB".

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Nesta quarta-feira, 24, o partido anunciou que um novo aplicativo desenvolvido pela Relatasoft para viabilizar a votação nas prévias do partido foi reprovado nos testes de funcionalidade desta madrugada. Com isso, os tucanos buscam agora outras empresas na tentativa de encontrar uma solução para a computação dos votos nas eleições internas da legenda.

A eleição foi suspensa no domingo, 21, depois que o primeiro aplicativo, desenvolvido pela Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Faurgs), também apresentou falhas. Os governadores João Doria (SP), Eduardo Leite (RS) e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio disputam as eleições internas da sigla.

Em entrevista coletiva na noite de terça-feira, 23, o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo, afirmou que o partido estava trabalhando com alternativas paralelas na tentativa de corrigir os erros do aplicativo desenvolvido pela UFRGS e fazendo também testes com mais de uma empresa no desenvolvimento de um novo sistema.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags