Participamos do

Cid afirma que candidatura de Moro pode atrapalhar desempenho de Bolsonaro em 2022

Para o senador cearense, o perfil dos eleitores de ambos é parecido e a fragmentação pode diminuir a força de Bolsonaro em estados onde Moro teve maior atuação, como o Paraná
11:39 | Nov. 22, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Durante visita a obras do Hospital da Universidade Estadual do Ceará (Uece), nesta segunda-feira, 22, o senador Cid Gomes (PDT-CE) comentou o cenário eleitoral nacional com a provável entrada do ex-juiz Sérgio Moro (Podemos) na disputa pela Presidência da República em 2022. No entendimento de Cid, a candidatura de Moro pode prejudicar o desempenho de Bolsonaro.

O parlamentar cearense disse entender que, de partida, quanto mais opções a população tiver para escolher, melhor, mas aproveitou para criticar a atuação de Moro enquanto magistrado.

“Eu penso que a candidatura do ex-juiz, que para mim nunca foi juiz porque o cargo prescinde imparcialidade e o próprio Supremo o condenou por parcialidade nas decisões, fragiliza a candidatura de Bolsonaro”, disse em evento na Uece onde também estavam o governador Camilo Santana (PT) e deputados federais cearenses do mesmo grupo político.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“O tipo de eleitor é, mais ou menos, o mesmo. Principalmente ali no estado dele (Moro), o Paraná, e em estados que tem mais proximidade como Santa Catarina, onde Bolsonaro tem um percentual (de eleitores) maior. Então, eu considero que a candidatura dele vai, de alguma forma, atrapalhar a candidatura de Bolsonaro; o que eu considero bom”, concluiu Cid.

Com informações do repórter Filipe Pereira.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags