Participamos do

Lupi reforça apoio do PDT a Lula caso segundo turno seja entre petista e Bolsonaro

O ex-ministro, no entanto, aposta no candidato do seu partido, Ciro Gomes, e chegou a avaliar como provável uma disputa entre Lula e o ex-ministro pedetista
16:01 | Nov. 12, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, reforçou nesta sexta-feira, 12, que se o segundo turno da eleição presidencial for entre Lula e Jair Bolsonaro, o partido apoiará o ex-presidente. O pedetista, porém, descartou uma aliança com Lula no primeiro turno, já que Ciro Gomes (PDT) deverá ser o candidato da sigla ao Palácio do Planalto em 2022.

“No primeiro turno não vejo possibilidade. Agora, no segundo turno é outra eleição. Vamos ver quem é o adversário. Se for Bolsonaro ou seus representantes, com certeza, não estaremos com Bolsonaro, estaremos com Lula”, afirmou o dirigente partidário. 

Em fevereiro deste ano, o pedetista também fez uma declaração semelhante. Em entrevista à Carta Capital, Lupi disse que sua legenda estará com o adversário petista em eventual segundo turno com o atual presidente.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Nos últimos meses, a relação entre os partidos tem ficado bastante abalada após provocações de Ciro, inclusive nas redes sociais. No último mês, o presidenciável afirmou, em entrevista ao O Estado de S.Paulo, que Lula conspirou a favor do impeachment de Dilma Rousseff (PT). Segundo o pedetista, o adversário do PT está fazendo alianças com os responsáveis pela saída da ex-presidente do poder.

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente