Participamos do

Bolsonarista Oswaldo Eustáquio se filia ao PMN e lança pré-candidatura a senador de São Paulo

O bolsonarista é investigado nos inquéritos das fake news e das milícias digitais e chegou a ser preso pela Polícia Federal por ordem do ministro Alexandre de Moraes.
11:28 | Nov. 12, 2021
Autor Alice Araújo
Foto do autor
Alice Araújo Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio se filiou ao PMN, nesta quinta-feira, 11, e lançou sua pré-candidatura ao Senado de São Paulo. Na ocasião, o apoiador do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) convidou o ex-ministro da Educação Abraham Weintraub para ser o candidato da sigla ao governo do estado.

No vídeo gravado, o presidente da legenda, João Garcia, deu as boas vindas ao bolsonarista recém-chegado ao partido. “A minha presença é para tornar o PMN a casa para os conservadores de São Paulo”, disse Eustáquio. Antes de se filiar ao PMN, ele era membro do PTB, mas foi expulso do partido após uma briga com aliados de Roberto Jefferson.

“Abraham, a casa é sua aqui e você é bem-vindo para ser candidato ao governo do estado de São Paulo, se assim o presidente aceitar. E quero dizer para vocês, meus amigos, São Paulo vai ter um candidato de direita conservadora e nós vamos ganhar a eleição”, afirmou o bolsonarista, concluindo sua fala.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

O vídeo com a filiação do blogueiro foi publicado por Sandra Terena, ex-secretária de Políticas de Promoção da Igualdade Racial do governo e mulher de Eustáquio, em sua conta no Twitter.

Oswaldo Eustáquio teve suas redes sociais bloqueadas por um mandato judicial determinado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O blogueiro é investigado nos inquéritos das fake news e das milícias digitais e chegou a ser preso pela Polícia Federal por ordem do ministro Alexandre de Moraes.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags