Participamos do

Bolsonaro autoriza presença temporária de forças dos EUA no país para exercício militar

De acordo com o decreto, serão cerca de 240 militares norte-americanos autorizados a entrar no território brasileiro
11:48 | Out. 14, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto em que autoriza o ingresso e a permanência temporária de militares dos Estados Unidos no território brasileiro. O objetivo é promover a realização de um treinamento conjunto com o Exército entre os dias 28 de novembro e 18 de dezembro de 2021, na região do Vale do Paraíba, no trecho entre os municípios de Resende (RJ) e de Lorena (SP).

De acordo com o decreto, serão cerca de 240 militares americanos autorizados a entrar no território brasileiro. O treinamento faz parte do "CORE" (do inglês Combined Operations and Rotation Exercises). O objetivo, segundo a presidência, é aumentar a interoperabilidade entre os dois exércitos e deve ocorrer todos anos até 2028.

Neste ano, de janeiro a março, militares brasileiros foram aos Estados Unidos para a primeira etapa desse treinamento, realizado em Fort Polk, no estado da Louisiana. O acordo para esse tipo de treinamento faz parte da cooperação entre os dois países assinado em 2010 e promulgado em 2015.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

“Ressalte-se que iniciativas como esta se inserem no contexto do Acordo Bilateral entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo dos Estados Unidos da América sobre Cooperação em Matéria de Defesa, firmado em Washington, em 12 de abril de 2010, e promulgado pelo Decreto nº 8.609, de 18 de dezembro de 2015”, destacou a nota da Presidência.

O Ministério da Defesa, por meio do Comando do Exército, é a instituição responsável pela organização e execução do chamado Exercício de adestramento CORE 21.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags