Participamos do

Bolsonaro diz que "será um prazer" debater com Lula nas eleições de 2022

Quando foi eleito, em 2018, Bolsonaro participou de dois debates presidenciais, mas após sofrer um atentado durante o período eleitoral, declinou outros convites; inclusive no 2° turno
12:51 | Set. 28, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que seria "um prazer" debater com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em eventual cenário onde ambos sejam candidatos a presidente nas eleições do ano que vem. A declaração do presidente foi dada após questionamento de jornalistas durante o programa Direto ao Ponto, da rádio Jovem Pan, na última segunda-feira, 27.

Na entrevista, o líder do Executivo minimizou o poderio eleitoral do adversário petista ao serem apontadas as pesquisas de intenção de voto que colocam Lula à frente na disputa pelo Planalto em 2022. "Lula tem voto. Mas não é isso que estão botando aí. Ele não consegue tomar uma tubaína na esquina, em qualquer lugar, que vai ser escrachado. Ele não consegue andar por lugar nenhum do Brasil", alegou Bolsonaro.

E seguiu: “Debate com ele: se, porventura, vier candidato, pô, será um prazer debater com ele”, disse o presidente que, durante a conversa, colocou sua candidatura à reeleição na condicional por mais de uma vez. “Se eu vier (a ser) candidato, hoje em dia seria eu e ele no segundo turno. Não sei amanhã”, ressaltou.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Quando foi eleito, em 2018, Bolsonaro participou dos dois primeiros debates presidenciais, na Band e na Rede TV, mas após sofrer um atentado durante o período eleitoral, declinou outros convites. Foi a primeira vez, desde a redemocratização, que não houve debate presidencial em um 2° turno no Brasil.

Pesquisa do Ipec, divulgada na quarta-feira, 22 de setembro, mostrou Lula ainda em primeiro lugar com 49% das intenções de voto, seguido por Bolsonaro (23%) e Ciro Gomes (PDT) com 7% das intenções. 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags