Participamos do

Prevent Senior omitiu morte por Covid de Anthony Wong, médico defensor do tratamento precoce, diz revista

Informação foi divulgada pela revista Piauí e tornou-se alvo de questionamentos da CPI da Covid, que escuta o diretor-executivo da operadora de saúde nesta quarta-feira
14:14 | Set. 22, 2021
Autor Vítor Magalhães
Foto do autor
Vítor Magalhães Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O ex-médico e ex-professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo Anthony Wong, 73, que morreu no último dia 15 de janeiro após parada cardiorrespiratória, teria sido vítima de complicações da Covid-19; fato que foi ocultado por médicos de um hospital da rede Prevent Senior, segundo material divulgado nesta quarta-feira, 22, pela revista Piauí.

Wong esteve internado no Hospital Sancta Maggiore desde o fim de 2020. À época, sua família informou que ele havia sido hospitalizado após um mal-estar e que tinha sido diagnosticado com úlcera gástrica e hemorragia digestiva. Entretanto, nem a família, nem o prontuário ou o atestado de óbito informaram que Wong foi internado com sintomas de coronavírus, tendo resultado positivo para a doença durante o período em que esteve no hospital.

Segundo a Piauí, a morte do médico em decorrência do vírus foi ocultada por 123 profissionais da Prevent Senior. A revista revela ainda que antes da internação Wong teria contado que estava com sintomas de Covid-19 e que utilizou hidroxicloroquina.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Durante a internação, Wong, conhecido por defender o chamado "tratamento precoce", teria autorizado ser medicado com o “kit Covid” da Prevent Senior, composto por drogas como hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina; além de outros tratamentos ineficazes ou sem comprovação de eficácia contra a Covid-19.

O diretor-executivo da operadora de saúde Prevent Senior, Pedro Benedito Batista Júnior, presta depoimento nesta quarta-feira à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Senadores haviam agendado o depoimento do empresário para a quinta-feira da semana passada, mas a equipe de advogados informou que se ausentaria por não ter tido tempo suficiente para se programar.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags