Participamos do

Olimpíadas: de olho nas eleições, políticos celebram medalhas do Brasil

Em busca de engajamento a pouco mais de um ano para as eleições de 2022, presidenciáveis elogiaram e enviaram apoio aos atletas durante as Olimpíadas
17:50 | Ago. 08, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O Brasil fechou as Olimpíadas de Tóquio 2021 neste domingo, 8, com a melhor posição da história no quadro de medalhas. Com sete ouros, seis pratas e oito bronzes, o país ficou no 12º posto nos Jogos Olímpicos dos Japão, subindo uma colocação em relação à Rio 2016. Em prol do engajamento e faltando pouco mais de um ano para as eleições de 2022, políticos brasileiros aproveitaram a conquista e repercutiram a performance dos atletas brasileiros nas redes sociais. 

Com constantes comentários durando todo o torneio, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva parabenizou os atletas "pelo esforço heroico e dedicação". "Obrigado por trazerem orgulho ao nosso povo nesse momento difícil, que impôs tantos desafios até que essa Olimpíada histórica finalmente pudesse acontecer. Bandeira do Brasil", disse o petista.

 

Líder nas pesquisas de intenção de voto para a corrida presidencial, o petista chegou a usar sua conta do Twitter na madrugada da última quarta-feira, 4, para homenagear a nadadora Ana Marcela Cunha por sua medalha de ouro na maratona aquática. A equipe que gerencia a conta postou uma foto do ex-presidente mergulhando na água com a legenda “Eu ouvi ouro na maratona aquática?! É mais uma do Brasil!”.

Apesar do engajamento pela sua reeleição e na defesa da pauta do voto impresso, o presidente Jair Bolsonaro dedicou parte do tempo para comentar sobre os jogos. O mandatário comemorou a medalha de prata conquistada pela maranhense e mais jovem da delegação brasileira, Rayssa Leal, na prova do Skate Street. 

"Por ter sido incluído nas Olimpíadas reduzi, em 20 de abril último, o imposto de importação dos skates de 20% para 2%. Parabenizo a jovem Rayssa Leal pela medalha de prata, orgulho para todos nós brasileiros", disse o presidente. Outro homemageado por Bolsonaro foi Kelvin Hoefler, que ficou em segundo lugar na skate street e conquistou a primeira medalha dos Jogos Olímpicos. 

Após perder a disputa nesse sábado, 7, pela medalha de bronze no vôlei de quadra masculino diante da Argentina, o jogador Maurício Souza postou nas suas redes sociais um vídeo de Bolsonaro, em que agradece pelo apoio do presidente. Nas redes sociais, diversos internautas chegaram a ficar incomodados coma publicação do atleta. 

 Neste domingo, o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), destacou que o Brasil teve "o melhor desempenho de todos os tempos" "Parabéns aos atletas brasileiros que vestiram o verde e amarelo em Tóquio. Honraram e orgulharam nosso país! Bandeira do Brasil". 

 

Para o ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, "Tóquio foi a Olimpíada das mulheres". Nas redes sociais, ele destacou que o que mais me chamou a atenção foram as "histórias de excelência no Esporte e na Ciência". O presidenciável chegou a vibrar com a medalha de ouro da ginasta brasileira Rebeca Andrade.

O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) também destacou a performance do Brasil. O pedetista disse ter se sentido comivido e orgulhoso com os Jogos. "Foi comovente ver o choro das meninas do vôlei: um misto de tristeza por perder a final, mas também de orgulho por tudo o que fizeram nesses Jogos. Compartilhamos o mesmo sentimento. Essa prata vale ouro! Brasil fez uma grande Olimpíada. Vamos sentir saudade", disse. 

 

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags