PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Interlocutor de Biden terá reunião com governadores sobre temas ambientais

O encontro acontece após reunião da Cúpula do Clima em abril, quando Biden não fez contato com o presidente Jair Bolsonaro

16:49 | 26/07/2021
John Kerry, negociador de Joe Biden para assuntos sobre meio ambiente, terá um encontro virtual com governadores  (Foto: CHIP SOMODEVILLA / AFP)
John Kerry, negociador de Joe Biden para assuntos sobre meio ambiente, terá um encontro virtual com governadores (Foto: CHIP SOMODEVILLA / AFP)

Na quinta-feira, 29, John Kerry, negociador de Joe Biden para assuntos sobre meio ambiente, terá um encontro virtual com os governadores Wellington Dias (PT-PI), Renato Casagrande (PSB-ES), João Dória (PSDB-SP), Eduardo Leite (PSDB-RS), Reinaldo Azambuja (PSDB-MS) e Flávio Dino (PSB-MA). A informação é da coluna de José Casado para a Veja.

O encontro acontece após reunião da Cúpula do Clima em abril, quando Biden não fez contato com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O presidente norte-americano saiu da sala antes de Bolsonaro se apresentar.

Os governadores convocados são todos de oposição a Bolsonaro. Na reunião, eles representam ainda outros 15 governadores estaduais interessados em negociar diretamente com o governo norte-americano um conjunto de iniciativas de preservação ambiental.

Na versão oficial, o convite foi feito aos governadores sob a justificativa de sondagem de um “aporte técnico e financeiro adequado” do governo e de empresas privadas dos Estados Unidos para uma dúzia de projetos ambientais, preparados especificamente para essa reunião. Na prática, a iniciativa vai abrir um canal direto com os governadores.

A despeito do desencontro, a porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, garantiu que o discurso de Bolsonaro na Cúpula do Clima agradou Joe Biden. De acordo com ela, o presidente "reconheceu a importância" de proteger a Amazônia ao assegurar que o País estará empenhado em atingir a neutralidade climática até 2050. "Estamos ansiosos para continuar o diálogo com o Brasil, e sentimos que o discurso dele Bolsonaro foi um passo adiante [na proteção ao meio ambiente]”, disse Psaki, em coletiva de imprensa.

l LEIA MAIS l Bolsonaro pede "justa remuneração" por "serviços ambientais" prestados pelos biomas do Brasil