Participamos do

Relembre declarações de Bolsonaro e aliados sobre Centrão antes das eleições

No passado, não foram poucas as vezes em que o presidente e seus aliados dispararam críticas duras contra o Centrão
21:47 | Jul. 22, 2021
Autor Rede Nordeste
Foto do autor
Rede Nordeste Autor
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

Um dos assuntos mais falados das redes sociais nesta quinta-feira, 22, é o comentário que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez para justificar a aproximação do governo federal com o Centrão. De acordo com o chefe do Executivo, a nomenclatura usada para classificar o bloco partidário seria pejorativa, e completou o seu posicionamento dizendo que se considera um membro do grupo.

"Centrão é um nome pejorativo. Eu sou do centrão, eu fui do PP metade do meu tempo, fui do PTB, fui do então PFL. No passado, integrei siglas que foram extintas, como o PRB, PPB. O PP, lá atrás, foi extinto. Depois, nasceu novamente da fusão do PDS com o PPB, se não me engano", observou o presidente, durante entrevista à Rádio Banda B de Curitiba.

LEIA MAIS | Para se aproximar do Centrão, Bolsonaro fará mudança ministerial na próxima segunda

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

No passado, não foram poucas as vezes em que Bolsonaro e seus aliados dispararam críticas duras contra o Centrão, sempre ligando seus atores a práticas e interesses escusos. Relembre alguns desses episódios:

1: Em 2018, durante a campanha à Presidência da República, um vídeo do hoje ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, viralizou nas redes sociais. O material foi gravado durante a convenção do PSL que oficializou Bolsonaro como candidato da sigla e mostra o general cantando uma paródia da música "Reunião de Bacana (Se Gritar Pega Ladrão)", de Bezerra da Silva. "Se gritar pega Centrão, não fica um, meu irmão", cantou Heleno, em referência à aliança do ex-governador de São Paulo e também candidato ao Planalto, Geraldo Alckmin (PSDB), com partidos desse bloco.

2: Um outro vídeo que circula na internet mostra o senador Flávio Bolsonaro (Patriota), filho do presidente, no que parece ser um evento partidário. Ao se dirigir a uma plateia, ele questiona se aquele grupo se manterá ao lado do seu pai "quando o pau comer pra valer" ou se "vão se deixar seduzir por discursos do Centrão".

3: Em maio de 2020, o colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo, divulgou um vídeo até aquele momento inédito da campanha de Bolsonaro à presidência em que ele criticava duramente o Centrão. "O segredo para administrar bem o Brasil é botar as pessoas certas nos ministérios certos (...) por isso não integramos o Centrão", afirma o militar.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags