PUBLICIDADE
Política
Noticia

Facebook suspende perfil de Eduardo Bolsonaro por post sobre Hitler

Sem poder publicar nada e nem responder usuários, o parlamentar alega judicialmente que não teve oportunidade de se defender antes de ter o perfil suspenso

Filipe Pereira
16:07 | 20/07/2021
Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usa máscara durante participação no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)
Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) usa máscara durante participação no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara (Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados)

ATUALIZAÇÃO: FACEBOOK RESTAURA PERFIL DE EDUARDO BOLSONARO E DIZ QUE HOUVE ENGANO

O Facebook suspendeu, por 30 dias, o perfil do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) após o parlamentar citar frases atribuídas a Adolf Hitler na rede. A decisão teve início no dia 14 de de julho, mas só veio à tona nesta terça-feira, 20. Com isso, ele não pode publicar nada e nem mesmo responder a outros usuários da rede.

A postagem que levou à punição tinha a foto de Hitler e a imagem: Torne a mentira grande, simplifique-a, continue afirmando-a e eventualmente todos acreditarão nela". A legenda dizia: "A verdade é o que os seus olhos veem ou o que contam para você? As técnicas utilizadas hoje em dia não são novas."

Porém, Eduardo Bolsonaro alega judicialmente que não teve oportunidade de se defender antes de ter o perfil suspenso. Segundo o jornal O Globo, nessa segunda-feira, 19, o deputado foi  à Justiça do Distrito Federal para tentar reaver o controle total de sua conta na rede social.

No mês de junho, Eduardo Bolsonaro também sofreu penalidade do Facebook. Ele chegou a ficar sete dias sem poder usar a conta depois de publicar um vídeo de Jair Bolsonaro dizendo que metade das mortes registradas como ocorridas por Covid-19 no Brasil na verdade não tinham ocorrido por causa da doença. A informação acabou sendo desmentida depois.