PUBLICIDADE
Política
Noticia

Do hospital, Bolsonaro participa de inauguração de agência da Caixa em Missão Velha

Durante seu pronunciamento, o chefe do Executivo nacional fez ressalvas positivas ao banco público, responsável pelo pagamento do auxílio emergencial, e disse estar bem em relação ao seu estado de saúde

Filipe Pereira
18:05 | 17/07/2021
Do hospital, Bolsonaro participa de inauguração de agência da Caixa em Missão Velha (Foto: Reprodução/YouTube)
Do hospital, Bolsonaro participa de inauguração de agência da Caixa em Missão Velha (Foto: Reprodução/YouTube)

Mesmo hospitalizado em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) realizou videoconferência para participou neste sábado, 17, da cerimônia de inauguração de uma agência da Caixa Econômica Federal em Missão Velha, no interior do Ceará. 

Durante seu pronunciamento, o chefe do Executivo nacional fez ressalvas positivas ao banco público, responsável pelo pagamento do auxílio emergencial, e disse estar bem em relação ao seu estado de saúde. “Tô bem graças a Deus. O problema que eu tive no início desta semana foi ainda em função da facada que eu recebi em 2018, a questão de aderência”, disse o presidente, que afirmou ainda que não foi necessário fazer uma cirurgia.

LEIA MAIS l Eleição em Missão Velha é marcada por disputa entre candidatos de Lula e Ciro

Em momento de fala, Bolsonaro falou sobre o pagamento do auxílio emergencial, benefício destinado a famílias vulneráveis durante a pandemia de Covid-19, e afirmou que o banco "inclusive nos momentos difíceis sempre esteve ao lado do povo brasileiro".

"Não é fácil bolar um programa pra pagar 68 milhões de brasileiros em poucos dias. O Pedro Guimarães (presidente da Caixa) e o conjunto de servidor da Caixa Econômica Federal cumpriram essa missão e em menos de 10 dias estava aí sendo feito o primeiro pagamento do auxílio emergencial para 68 milhões de pessoas no Brasil", destacou o presidente. 

Em sua fala, o presidente da empresa, Pedro Guimarães, se emocionou ao comentar o estado de saúde de Bolsonaro. “Ele já sabe que eu sou chorão, sou bravo e sou chorão”, disse Guimarães

O mandatário voltou a criticar governadores e prefeitos que adotaram medidas de restrição de circulação para conter a disseminação do coronavírus. “Era um momento difícil que o Brasil passava, em que muitos governadores e prefeitos fecharam a cidade, fecharam o estado tirando emprego de milhões de pessoas, tirando ganha-pão de milhões de pessoas”, pontuou.

Em setembro de 2020, contrariando orientações sanitárias de distanciamento social, o presidente da República passou por Missão Velha. Na ocasião, ele promoveu aglomerações e, sem máscara de proteção,  cumprimentou apoiadores. Nas imagens, Bolsonaro também apareceu jogando sinuca e tomando um refrigerante em um estabelecimento comercial.