PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Sem provas, Bolsonaro diz que Aécio venceu eleições de 2014: "teve fraude"

O presidente citou uma suposta pesquisa que teria comprovado que houve fraude, mas não deu muitos detalhes

18:12 | 07/07/2021
Jair Bolsonaro (sem partido) (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)
Jair Bolsonaro (sem partido) (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

O presidente da República Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que houve fraude nas eleições presidenciais em 2014. A fala foi durante entrevista para a rádio Guaíba, com sede em Porto Alegre. Na época, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi reeleita em disputa acirrada contra Aécio Neves (PSDB).

Bolsonaro citou uma suposta pesquisa que teria comprovado que houve fraude, mas não deu muitos detalhes. "Nosso levantamento, feito por gente que entende do assunto, garante que sim. Não sou técnico de informática, mas foi comprovado fraude em 2014", disse.

Durante a entrevista, o presidente defendeu o voto impresso e fez ataques ao STF (Supremo Tribunal Federal), em especial ao ministro Luís Roberto Barroso, que também é presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e é declaradamente contra o modelo impresso.

"A democracia está ameaçada por alguns de toga que perderam a noção de seus deveres e de seus direitos. Quando você vê o ministro Barroso ir ao parlamento brasileiro negociar com lideranças partidárias para que o voto impresso - ou auditável - não fosse votado na comissão especial, que ele quer com isso? Vai ser comprovado nos próximos dias: fraude nas eleições”, alegou. “Daí eles falam que não tem como apresentar prova de fraude e eu vou apresentar, mas eu desafio o Barroso antes: me apresente uma prova que não é fraude, que o voto eletrônico é seguro", completou Bolsonaro.

LEIA MAIS: Alvo de críticas infundadas, urna eletrônica completa 25 anos no Brasil

Diante da postura do presidente, o TSE lançou, no mês de maio, uma campanha institucional para explicar sobre a segurança, transparência e auditabilidade das urnas 100% eletrônicas. Em vídeo, o ministro Luís Roberto Barroso explica todas as etapas do processo de votação.

Para o presidente, Barroso teria interesse pessoal no resultado das eleições. "Por que o Barroso não quer mais transparência nas eleições? Porque tem interesse pessoal nisso. Ele está se envolvendo numa causa como essa, interferindo no Legislativo", disse.

Acompanhe o quarto episódio do Jogo Político