PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

FHC sobre trajetória: "Eu não queria ser presidente. Queria ser padre"

O sociólogo fez a declaração após falar sobre as condições que um político deve ter para ser presidente da República

Filipe Pereira
17:22 | 07/07/2021
Brasil, São Paulo, SP, 18/04/2018. Retrato do ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso (FHC) durante entrevista IFHC em São Paulo. - Crédito:GABRIELA BILÓ/ESTADÃO CONTEÚDO/AE (Foto: GABRIELA BILO / AE)
Brasil, São Paulo, SP, 18/04/2018. Retrato do ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso (FHC) durante entrevista IFHC em São Paulo. - Crédito:GABRIELA BILÓ/ESTADÃO CONTEÚDO/AE (Foto: GABRIELA BILO / AE)

Durante entrevista para a rádio O POVO CBN, nesta quarta-feira, 7, o ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (FHC) afirmou que seu plano inicial não era ser presidente, mas padre. O sociólogo fez a declaração após falar sobre as condições que um político deve ter para ser presidente da República. Entre elas, está a personalidade e o momento de querer atuar na gestão nacional. 

"Se não tiver personalidade não aparece. Político que não tem personalidade não existe. Os três têm personalidades [menção aos pré-candidatos do PSDB: João Dória, Eduardo Leite e Tasso Jereissati]. Quem vai ser é quem se jogar e depende do momento também, do momento você querer. Você acha que eu queria ser presidente? Eu não queria ser presidente. Dizer que desde pequeninho, mentira, eu queria ser padre", disse. 

Fernando Henrique presidiu o Brasil durante oito anos (1995-2002). Também ocupou os cargos de senador, ministro da Fazenda e ministro das Relações Exteriores. Ganhou destaque por ter sido um dos criadores do Plano Real, que ajudou a estabilizar a economia do país quando ainda era ministro de Itamar Franco. Sobre seu histórico, o tucano disse que "ficou nervoso" em alguns momentos de sua trajetória. "Você tem que se jogar para valer", completou.

Veja entrevista na íntegra: