PUBLICIDADE
Política
Noticia

CPI da Covid: presidente manda prender ex-diretor que prestava depoimento

Segundo o senador Omar Aziz (PSD), Dias mentiu à CPI em respostas sobre denúncias envolvendo negociações de compra de vacinas

17:38 | 07/07/2021
CPI da Covid: presidente manda prender ex-diretor que prestava depoimento (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)
CPI da Covid: presidente manda prender ex-diretor que prestava depoimento (Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado)

 Veja quando foi dada voz de prisão:

O presidente CPI da Covid, o senador Omar Aziz (PSD) deu voz de prisão ao ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, depoente nesta quarta-feira, 7. Segundo o parlamentar, o acusado mentiu à CPI em respostas sobre denúncias envolvendo negociações de compra de vacinas. "Chame a polícia do Senado. O senhor está detido pela presidência da CPI", disse o presidente da comissão.

Questionado por senadores sobre denúncia feita por Luiz Paulo Dominguetti, Dias havia dito que foi apresentado ao PM pelo coronel Marcelo Blanco, ex-assessor do departamento da diretoria da qual era chefe, em um encontro com amigos em um shopping. Dominguetti acusou Dias de pedir US$ 1 por dose em compra de 400 milhões de unidades da vacina AstraZeneca.

LEIA MAIS: Quem é Roberto Ferreira Dias, preso por mentir na CPI da Covid

Perguntado pelo relator Renan Calheiros, o ex-diretor da Saúde também afirmou não ter pressionado o servidor Luis Ricardo Miranda para autorizar importação das vacinas da Covaxin.

Ao terminar a sessão, foi mantida voz de prisão. "Que a advogada dele ou qualquer senador me processe, mas ele vai estar detido agora, pelo Brasil. Porque nós estamos aqui pelo Brasil, pelos que morreram, pelas vítimas sequeladas. Não estamos aqui para brincar não, para ouvir historinha de servidor que pediu propina. Isso que está acontecendo não vai acontecer mais, e todo depoente que estiver aqui e achar que pode brincar terá o mesmo destino dele. Ele que recorra na Justiça, mas ele está preso e a sessão está encerrada. Pode levar", completou Aziz encerrando os trabalhos.