PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Amigo de longa data, Alberto Fraga corta relações com Bolsonaro após morte da esposa por Covid

O ex-deputado e Bolsonaro eram amigos há 40 anos. Fragou parou de frequentar a residência oficial do presidente em Brasília e até de responder sua mensagens

10:28 | 06/07/2021
Ex-deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) ao lado da esposa Mirta Fraga, vítima da Covid-19 (Foto: Reprodução)
Ex-deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) ao lado da esposa Mirta Fraga, vítima da Covid-19 (Foto: Reprodução)

O ex-deputado federal Alberto Fraga (DEM-DF) se afastou do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após perder sua esposa pela Covid-19. O ex-deputado e o presidente tinham uma amizade de 40 anos. Os dois se conheceram em 1981, na Escola de Educação Física do Exército, no Rio de Janeiro. As informações são do portal Metrópole. 

De acordo com apuração, o ex-deputado deixou de frequentar o Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente em Brasília, e parou de responder às mensagens do presidente desde abril, quando o quadro de sua mulher se agravou.

Pessoas próximas a Fraga contam que ele nunca concordou com a postura de Bolsonaro no enfrentamento à pandemia e que a morte de sua esposa foi o estopim para que ele se distanciasse do presidente.

Fraga, que tem 65 anos, chegou a contrair o novo coronavírus no mesmo período que sua esposa. Ele chegou a ser internado, mas conseguiu se recuperar da doença. Mirta Fraga, de 56 anos, faleceu no dia 25 de maio, após dois meses internada em uma UTI do Distrito Federal.

Na época, o óbito foi divulgado pelo ex-deputado federal nas redes sociais. "Te amo e sempre te amarei! Meu coração fica pequeno pela sua ausência, mas fica gigante pelas nossas lembranças, pelos momentos de amizade e muito amor", escreveu.