PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Saiba como votaram os deputados cearenses no projeto que flexibiliza a Lei de Improbidade Administrativa

Com amplo apoio de governistas e da oposição, matéria passou com folga: 408 votos a favor, 67 contrários e uma abstenção

11:26 | 17/06/2021
Plenário da Câmara dos Deputados (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)
Plenário da Câmara dos Deputados (Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

A Câmara dos Deputados aprovou, na última quarta-feira, 16, mudanças na Lei de Improbidade Administrativa. Com amplo apoio de governistas e da oposição, a matéria passou com folga: 408 votos a favor, 67 contrários e uma abstenção. A maioria dos deputados federais cearenses votou a favor do projeto que traz como uma das principais mudanças a punição apenas para gestores que agirem com dolo, ou seja, com intenção de lesar a administração pública. A matéria segue para análise do Senado.

O objetivo, segundo deputados de todo o País que defendem a proposta, é permitir que os administradores públicos tenham condições de exercer suas funções sem medo, enquanto aqueles que criticam o projeto, dentre eles integrantes de órgãos de investigação, apontam que a medida cria brechas para a impunidade. Em tramitação desde 2018, a mensagem foi acelerada pelo presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).

Veja a seguir como votou cada deputado cearense:


Votaram SIM:

AJ Albuquerque (PP)
Aníbal Gomes (DEM)
André Figueiredo (PDT)
Danilo Forte (PSDB)
Domingos Neto (PSD)
Dr. Jaziel (PL)
Eduardo Bismarck (PDT)
Genecias Noronha (Solidariedade)
José Airton Cirilo (PT)
José Guimarães (PT)
Leônidas Cristino (PDT)
Luizianne Lins (PT)
Odorico Monteiro (PSB)
Pedro Bezerra (PTB)
Totonho Lopes (PDT)
Vaidon Oliveira (Pros)

Votaram NÃO:

Capitão Wagner: (Pros)
Célio Studart (PV)
Heitor Freire (PSL)
Idilvan Alencar (PDT)

Ausentes:

Junior Mano (PL)
Moses Rodrigues (MDB)