PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

CPI da Covid: ex-secretário de Saúde diz que Mayra Pinheiro enfatizou tratamento precoce no Amazonas

Apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de membros do governo federal à utilização de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina é um dos pontos de investigação da CPI no Senado

13:25 | 15/06/2021
Brasilia em 11 de julho de 2021, Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (CPIPANDEMIA) realiza audiência pública interativa para ouvir o depoimento de especialistas convidados a respeito de aspectos técnicos da Covid-19.

Os parlamentares requerentes da audiênica, citam a trajetória pública e acadêmica nacional e internacional dos profissionais nas justificativas, afirmando que os cientistas têm condições de esclarecer o país sobre a melhor forma de enfrentamento à pandemia de covid-19.

Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) em pronunciamento via videoconferência.

Mesa:
vice-presidente da CPIPANDEMIA, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP);
microbiologista e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Natalia Pasternak;
relator da CPIPANDEMIA, senador Renan Calheiros (MDB-AL).

À bancada, senador Jorginho Mello (PL-SC).

Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)
Brasilia em 11 de julho de 2021, Comissão Parlamentar de Inquérito da Pandemia (CPIPANDEMIA) realiza audiência pública interativa para ouvir o depoimento de especialistas convidados a respeito de aspectos técnicos da Covid-19. Os parlamentares requerentes da audiênica, citam a trajetória pública e acadêmica nacional e internacional dos profissionais nas justificativas, afirmando que os cientistas têm condições de esclarecer o país sobre a melhor forma de enfrentamento à pandemia de covid-19. Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) em pronunciamento via videoconferência. Mesa: vice-presidente da CPIPANDEMIA, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP); microbiologista e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP), Natalia Pasternak; relator da CPIPANDEMIA, senador Renan Calheiros (MDB-AL). À bancada, senador Jorginho Mello (PL-SC). Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado (Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado)

Durante depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, o ex-secretário de Saúde do estado do Amazonas, Marcellus Campêlo, disse que a secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiro deu “ênfase” ao chamado tratamento precoce, com drogas sem eficácia para a Covid, em visita a Manaus dias antes do colapso na cidade,

"No dia 4 de janeiro (de 2021), recebemos a doutora Mayra Pinheiro. Estivemos juntos com o governador e com a presença da imprensa. Vimos uma ênfase da doutora Mayra Pinheiro em relação ao tratamento precoce e relatando um novo sistema que poderia ser utilizado e que seria apresentado oportunamente, o TrateCov", afirmou à comissão.

Em depoimento à CPI no mês passado, Mayra disse que a pasta da Saúde não recomendou tratamentos para a Covid-19, mas estabeleceu doses seguras para que os médicos, que teriam autonomia, pudessem prescrever os medicamentos do chamado “Kit Covid”.

O apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e de membros do governo federal à utilização de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina é um dos pontos de investigação da CPI no Senado. Os parlamentares apuram se houve erro do Executivo federal, por ação ou omissão, na condução de políticas públicas de enfrentamento à pandemia.