PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

TCU prepara nota para desmentir declaração de Bolsonaro sobre mortes por Covid

Bolsonaro falou de um relatório em que o TCU questiona os registros de óbito pela Covid. O documento trata, na verdade, de óbitos que podem ter sido influenciados pela doença, ainda que o vírus não tenha sido a principal causa

16:08 | 07/06/2021
TCU prepara nota para desmentir declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre número de mortes por covid no Brasil (Foto: DIVULGAÇÃO)
TCU prepara nota para desmentir declaração do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre número de mortes por covid no Brasil (Foto: DIVULGAÇÃO)

O TCU (Tribunal de Contas da União) deve divulgar uma nota desmentindo uma declaração feita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de que o órgão teria um relatório "questionando o número de óbitos no ano passado por Covid". A informação é da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

ATUALIZAÇÃO: TCU desmente Bolsonaro após fala sobre mortes por Covid

Bolsonaro comentou o assunto nesta segunda-feira, 7, na saída do Palácio da Alvorada. Na ocasião, ele declarou que o TCU tem um relatório afirmando que "50% dos óbitos por Covid não foram por Covid". Ainda segundo o presidente, a informação foi repassada a três jornalistas de sua confiança, responsáveis pela divulgação do suposto material.

"Eu tenho três jornalistas que eu converso, que são pessoas sérias. Já passei para eles. Eu devo divulgar hoje à tarde. E como é do Tribunal de Contas da União, ninguém queira me criticar por causa disso. Isso aí muita gente suspeitava", afirmou.

O ministro Benjamin Zymler, relator no TCU de assuntos relativos à pandemia, porém, desmentiu a informação a pessoas próximas. Uma mensagem que circula entre membros do órgão afirma que o relatório trata, na verdade, de óbitos que podem ter sido influenciados pela Covid, aliada a uma outra doença pré-existente. 

"Essa foi uma informação trazida para enriquecer o relatório, com dados de registros de óbitos de cartórios. Assim, não se trata de uma informação do TCU. Ademais, fala-se em uma possibilidade de óbitos em relação aos quais a Covid pode não ter sido a principal causa", diz o texto.

Nesse sentido, diferente do que afirma o presente, o documento corrobora o potencial de letalidade do vírus. O material aponta um aumento de 157.976 no registro de mortes por doenças no aparelho respiratório, e 175.009 por doenças cardiovasculares entre os anos de 2019 e 2020. Os números poderiam indicar apenas que a Covid-19 pode não ter sido a principal causa da morte, mas "tendo influenciado em óbitos causados por outras doenças".

Jogo Político: estreia dia 15/6, às 17h30min: