Participamos do

Capitão Wagner relembra apelido de Ciro em lista da Odebrecht: "Sardinha: é pequeno, inofensivo e morre pela boca"

Nesta segunda-feira, 10, o pedetista afirmou, em entrevista à Rádio FM Assembleia que o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) "virou o maior puxa saco do Bolsonaro, traindo o voto do povo do Ceará" em sua atuação na CPI da Covid
17:01 | Mai. 11, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

O deputado federal Capitão Wagner (Pros) usou as redes sociais, nesta terça-feira, 11, para criticar o ex-ministro e presidenciável pelo PDT, Ciro Gomes. Em publicação, onde mostra um gráfico de intenção de votos para as eleições de 2022, o parlamentar afirma que o pedetista "ofende alguém toda vez que cai nas pesquisas". Ele também ironiza Ciro, acusando-o de aparecer na lista de propina da Odebrecht com o apelido “Sardinha”.

Wagner se refere a uma planilha intitulada "tradução", divulgada em 2017 e que traz apelidos vinculados a nomes de políticos, entre eles o do ex-presidente da República, Michel Temer (MDB-SP), o do pré-candidato ao Palácio do Planalto Ciro Gomes (PDT) e o do atual prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB-SP). Entretanto, não há informações sobre repasses ligados aos codinomes.

Ciro Gomes negou ser beneficiário de valores ilegais. "Era anunciado que uma certa elite tentaria de qualquer forma incluir meu nome nessa imundice que se transformou parte da política brasileira", afirmou o pedetista à época. "Nunca em meus 38 anos de vida pública limpa, sem nunca ter respondido a nenhum mal feito, tive qualquer relação ilegal com qualquer empresa. Quem quer que se aventure a me envolver nisso será processado, como sempre fiz", acrescentou. 

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

"Toda vez que o Ciro Gomes cai nas pesquisas (caiu pra 5%), ele ofende alguém. E a única coisa que cresce depois disso é a indenização pra pagar. Aliás, que apelido bem colocado, o dele na lista da Odebrecht: "Sardinha". É pequeno, inofensivo e morre pela boca", afirma Wagner. 

Wagner usa uma pesquisa feita pelo do Instituto Atlas, divulgada nesta segunda-feira, 10, pelo site El País Brasil. Na ocasião, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) seria o único a vencer o presidente Jair Bolsonaro no 2º turno das eleições de 2022. Ciro aparece caindo 5 pontos percentuais, ficando em terceiro lugar e perdendo para o ex-ministro da Justiça, Sérgio Moro. 

A manifestação acontece após, nesta segunda-feira, 10, o pedetista afirmar, em entrevista à Rádio FM Assembleia, que o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) "virou o maior puxa saco do Bolsonaro, traindo o voto do povo do Ceará" em sua atuação na CPI da Covid. "Tem um idiota cearense que enche a gente de vergonha nessa CPI e a gente pode pressioná-lo para que a ele pelo menos tenha medo de falar tanta besteira", completou Ciro.

Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags