PUBLICIDADE
Política
Noticia

Facebook e Instagram põem aviso de informação falsa em publicação de Bolsonaro

O post com o vídeo e a informação falsa já havia sido publicado antes pelo filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, em 2019. Entenda o caso:

12:51 | 30/04/2021
Facebook e Instagram colocam aviso de informação falsa em postagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).
 (Foto: Captura de Tela/ Instagram)
Facebook e Instagram colocam aviso de informação falsa em postagem do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). (Foto: Captura de Tela/ Instagram)

As redes sociais Facebook e Instagram colocaram um aviso de "informação falsa" em uma publicação feita pelos perfis do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na última segunda-feira, 26.

Em sua publicação, o chefe do Executivo compartilhou um vídeo em que um homem comparava os títulos de duas matérias escritas em português e espanhol, para o jornal El País.

As matérias abordam o mesmo assunto e foram escritas pela mesma jornalista, Alicia González. O assunto trazido pelo conteúdo é sobre a participação de Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial, em 2019, em Davos. As informações foram apenas traduzidas de um idioma para outro.

O autor do vídeo afirma que o título do texto publicado em espanhol dizia que o presidente brasileiro "animou" os investidores com o discurso. Já em português, o título da matéria dizia que Bolsonaro "decepcionou" com uma fala breve em Davos. "Se você não lê jornal está sem informação, se lê está desinformado", escreveu o chefe de Estado na legenda da publicação.

De acordo com a Lupa, agência de notícias brasileira especializada em checagens de informações, o conteúdo é falso, já que a palavra "animar" em espanhol não tem o mesmo sentido que em português. Em espanhol, animar significa "incitar alguém a tomar uma ação".

 

"Dessa forma, difere-se do uso mais corrente no português brasileiro, que é relacionado a 'transmitir ânimo', 'dar vida' ou 'estimular'", diz a agência. Tanto o Facebook como o Instagram colocaram o aviso de informação falsa na publicação. O vídeo, no entanto, ainda pode ser assistido por qualquer usuário.

LEIA MAIS 

| Cresce aversão ao Brasil no mercado mundial |

Pfizer chega ao Brasil e Governo paga seguro que cobre efeitos adversos do imunizante |

Usuários do Twitter resgataram uma publicação feita no dia 23 de janeiro de 2019, pelo filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro, em que o parlamentar compartilhava o mesmo vídeo com as informações distorcidas. Na ocasião, a jornalista que escreveu a matéria também desmentiu o deputado federal.

“Você está fazendo uma má tradução do espanhol, (é) um falso cognato. ‘Anima’ significa pedir (em espanhol), e não convencer”, disse Alicia González em resposta ao deputado brasileiro.