PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Eunício cita música de Cartola para ironizar embate entre RC e Girão: "Elegeu o próprio algoz"

Ex-senador usou a música "O Mundo é um Moinho", do cantor Cartola, para avaliar a troca de acusações feitas entre o ex-prefeito Roberto Cláudio e o senador Eduardo Girão

Filipe Pereira
14:56 | 30/04/2021
Eunício Oliveira ironizou postura de Girão contra ex-prefeito Roberto Cláudio  (Foto: DIVULGAÇÃO)
Eunício Oliveira ironizou postura de Girão contra ex-prefeito Roberto Cláudio (Foto: DIVULGAÇÃO)

O ex-senador Eunício Oliveira (MDB) usou as redes sociais nesta sexta-feira, 30, para comentar, de forma irônica, o recente embate entre o ex-prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), e o senador Eduardo Girão (Podemos). Na publicação, o emedebista citou a música "O Mundo é um Moinho", do cantor Cartola, para insinuar que RC apoiou Girão para o Senado em 2018 - contribuindo para a derrota de Eunício na tentativa de reeleição - e, agora, vê o aliado informal se voltar contra ele. Girão é autor de um requerimento para convocar Roberto Cláudio para depor na CPI da Covid. 

 

Ao citar a música, mais especificamente no trecho "Quando notares estás à beira do abismo. Abismo que cavaste com teus pés", Eunício reforça que o ex-prefeito Roberto Cláudio "elegeu o próprio algoz". O ex-senador faz referência ao ano de 2018, quando, apesar da aliança firmada com o governador Camilo Santana (PT), perdeu apoio de parte dos Ferreira Gomes para disputar vaga no Senado Federal. O ex-ministro Ciro Gomes (PDT) foi o principal responsável pelo boicote à candidatura de Eunício, a quem acusava de desviar recursos da Petrobras. 

A posição resultou na derrota de Eunício e contribui para a vitória de Girão. Agora, ao lado do deputado federal Capitão Wagner (Pros), o senador cearense lidera a maior frente de oposição ao prefeito José Sarto (PDT) e ao governador Camilo Santana.

Na última quarta-feira, 28, Girão apresentou requerimentos propondo a convocação de uma série de gestores e ex-gestores cearenses para depoimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. Entre os alvos da ação, que tenta incluir o Ceará no escopo das investigações, está RC e o secretário da Saúde do Ceará, Cabeto Martins.

O pedido resultou no embate entre o senador e RC, dois dos nomes cotados para disputar a sucessão de Camilo em 2022. “Me impressiona esse intempestivo ‘proativismo’ do senador Girão em relação à pandemia”, disse Roberto Cláudio nas redes sociais.

Na noite desta quinta, Girão respondeu críticas de RC. Em nota, o senador reafirmou acusações contra o ex-prefeito – "receba esse meu pedido como uma grande oportunidade de prestar contas" – e reafirmar independência com o governo Bolsonaro – "quem acompanha nosso trabalho sabe da minha total independência junto ao governo federal".

O presidente da Executiva Regional do MDB e ex-presidente do Senado, Eunício Oliveira, também tem demonstrado interesse em voltar à cena política. Ainda sem definição, o objetivo, segundo ele, é construir uma frente ampla com objetivo de derrotar os Ferreira Gomes. Eunício chegou a afirmar que o Ceará precisa "se libertar desse jogo" e que o melhor caminho é trabalhar pela união das oposições.