PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Após faixas coloridas, primeira-dama de Fortaleza afirma que é preciso ampliar ações em prol do movimento LGBTQIA+

Natália Herculano afirma que ainda são necessárias diversas ações, como garantir o funcionamento do Centro de Referência Janaína Dutra, a implementação do Plano Municipal de Políticas LGBT e o apoio e desenvolvimento da política de diversidade sexual de Fortaleza

Filipe Pereira
15:47 | 30/04/2021
Primeira-dama de Fortaleza, Natália Herculano, afirma que apoiará novas ações de combate à LGBTfobia. (Foto: Reprodução)
Primeira-dama de Fortaleza, Natália Herculano, afirma que apoiará novas ações de combate à LGBTfobia. (Foto: Reprodução)

A primeira-dama de Fortaleza, Natália Herculano, afirmou que pretende continuar apoiando ações em prol do movimento LGBTQIA+ na Capital. A declaração foi dada durante a entrega das faixas de pedestres com as cores do arco-íris, no bairro Benfica, para a ação intitulada "Pare, pense e passe com amor". Segundo ela, a cidade acolheu a campanha, mas ainda é preciso fortalecer as lutas em prol da diversidade sexual e de gênero. 

Natália avalia que ainda são necessárias diversas ações, como garantir o funcionamento do Centro de Referência Janaína Dutra, a implementação do Plano Municipal de Políticas LGBT e o apoio e desenvolvimento da política de diversidade sexual de Fortaleza. "Tenho recebido demandas do movimento, bem como de outros segmentos da sociedade que considero historicamente esquecidos. Nosso Gabinete está à disposição para escutar a sociedade e suas lutas", disse. 

A ampliação das políticas para a comunidade LGBTQIA+ sofre resistências no Ceará. Na cidade de Sobral, onde a intervenção foi inaugurada no dia 22 de abril, um assessor levou uma placa de trânsito com o desenho de um veado para o local, símbolo usado para ofender e desqualificar pessoas específicas, especialmente homens gays. No mesmo dia, a Comissão de Diversidade Sexual e de Gênero da subseção de Sobral da Ordem dos Advogados Brasileiros (OAB) Ceará divulgou uma nota criticando a ação.

l LEIA MAIS l Assessor parlamentar acusado de vandalismo contra faixas LGBTQIA+ pode virar alvo de notícia crime

Em Fortaleza, a intervenção acontece nas faixas de pedestres situadas no cruzamento da Avenida Beira-Mar com a Rua José Napoleão, no Meireles; na Rua Paulino Nogueira, esquina com a Rua Marechal Deodoro, no Benfica; e na Rua Barbosa de Freitas, esquina com a Rua Maria Tomásia, na Aldeota. A ação deve ser mantida pelos próximos seis meses pela empresa T-Shirt In Box. A iniciativa não gera custos para a Prefeitura e, segundo os gestores, segue as normas de sinalização horizontal do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Contudo, parlamentares conservadores das bancadas religiosas da Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE) e da Câmara Municipal de Fortaleza (CMFor) chegaram a criticar a campanha. Entre os nomes estão a deputada estadual Dra. Silvana (PL) e a vereadora, Priscila Costa (PSC). Em Sobral, o deputado André Fernandes (Republicanos) tentou impedir a pintura com a apresentação de uma ação civil pública. Porém, o pedido foi negado pelo juiz da 2ª Vara Cível da Comarca de Sobral, Antônio Carneiro Roberto.