PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Bolsonaro ao lado de Ramos: "quando último brasileiro tomar a vacina, eu tomo"

Na terça-feira (27), Ramos disse que se vacinou "escondido" contra a covid-19 por "orientação" e para "não criar caso" e que tentava convencer Bolsonaro a também tomar a vacina

11:17 | 28/04/2021
Presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Casa Civil Eduardo Ramos (Foto: Marcos Correa/PR)
Presidente Jair Bolsonaro ao lado do ministro da Casa Civil Eduardo Ramos (Foto: Marcos Correa/PR)

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira, 28, que irá se vacinar contra a Covid-19 "depois que o último brasileiro tomar a vacina". "Tem gente apavorada. Então tome a vacina na minha frente. Eu sou chefe de Estado e tenho que dar exemplo. Meu exemplo é esse: já que não tem (vacina) para todo mundo, (quero) deixar que tomem na minha frente. Sempre foi assim. Sou o último a 'comer no quartel'", afirmou o mandatário.

As declarações foram dadas por Bolsonaro a apoiadores na saída do Palácio da Alvorada ao lado do ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos. Na terça-feira (27), Ramos disse que se vacinou "escondido" contra a covid-19 por "orientação" e para "não criar caso".

Sem saber que era gravado durante em reunião do Conselho de Saúde Suplementar (Consu), o ministro também afirmou que está "pessoalmente envolvido" nos esforços para tentar "convencer o presidente" a tomar a vacina. Escute o áudio: