PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Deputado propõe CPI das empresas de oxigênio no Ceará

Nas últimas semanas, uma série de Prefeituras alegaram dificuldades na compra do material por conta de restrições que estariam recebendo de grandes empresas do meio no Estado

Carlos Mazza
21:36 | 23/03/2021

O deputado Guilherme Landim (PDT) iniciou coleta de assinaturas para apresentar proposta de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar denúncias de prefeitos sobre supostas irregularidades no fornecimento de oxigênio por empresas privadas no Ceará.

Nas últimas semanas, uma série de Prefeituras alegaram dificuldades na compra do material por conta de restrições que estariam recebendo da White Martins, maior empresa do meio no Estado, e outras distribuidoras do insumo.

Em 14 de março a empresa A&G Gás interrompeu o abastecimento de atendimento de municípios como Pacatuba, Baturité e Guaramiranga, alegando falta de condições para atendimento da demanda. Na época, o governador Camilo Santana (PT) afirmou que o Estado não registrava falta de oxigênio, mas sim "problema logístico" na entrega dos cilindros.

Para Guilherme Landim, a Assembleia deve entrar na história para garantir que a população do Estado não seja prejudicada. "Fica evidente, por essa narrativa, a exigência de uma imediata investigação parlamentar, na forma de um disciplinamento jurídico mais abrangente e eficaz, capaz de dar proteção integral à população cearense e de impedir o colapso na saúde por ausência de oxigênio".

Segundo o deputado, 74 municípios do Estado (quase 40% do total) já estão em “situação crítica” no abastecimento de oxigênio, com outras 10 já registrando colapso no sistema de saúde por falta do insumo.