Participamos do

Ludhmila Hajjar não deve aceitar convite para Ministério da Saúde, afirma colunista

Bastante comentada nas redes sociais, inclusive por bolsonaristas, após ser cotada para o Ministério da Saúde, a médica chegou a afirmar que não tem vínculo partidário nenhum
11:21 | Mar. 15, 2021
Autor Filipe Pereira
Foto do autor
Filipe Pereira Repórter de Política
Ver perfil do autor
Tipo Notícia

A cardiologista Ludhmila Hajjar não deverá ser ministra da Saúde do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo o colunista do O GLOBO, Lauro Jardim, a médica comunicará oficialmente ao governo que não aceitará o convite para ser sucessora de Eduardo Pazuello. 

Neste domingo, 14, durante live com Dilma Rousseff (PT), a médica ressaltou sua posição contra a cloroquina. Ainda segundo o colunista, circularam fotos dela com Rodrigo Maia (DEM-RJ), ex-presidente da Câmara dos Deputados e considerado adversário de Jair Bolsonaro.


Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine
Dúvidas, Críticas e Sugestões? Fale com a gente

Tags