PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

PSOL pede ao STF apuração contra general que citou 'ruptura institucional'

17:05 | 11/03/2021

O PSOL apresentou nesta quinta-feira, 11, um pedido de apuração ao Supremo Tribunal Federal (STF) acerca das declarações do general da reserva Luiz Eduardo Rocha Paiva. Na última terça-feira, o site do Clube Militar publicou um texto assinado pelo general que criticou a decisão do ministro do STF Edson Fachin que anulou as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na Operação Lava Jato. No artigo, Paiva também afirmou que "aproxima-se o ponto de ruptura" e que a Corte "feriu de morte o equilíbrio dos Poderes".

Em seu perfil no Twitter, a líder da bancada do PSOL na Câmara, deputada federal Talíria Petrone (RJ), classificou as declarações como uma "fala absurda e golpista". Para a parlamentar, "as ameaças às liberdades democráticas" não podem ser naturalizadas, assim como "a ruptura institucional encorajada pela extrema direita".

O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) afirmou que "a ruptura defendida por Paiva fere a democracia e, sem ela, os direitos não estão garantidos".

No pedido encaminhado ao SFT, a sigla solicita que a apuração seja incluída no inquérito que investiga fake news e ameaças à Corte, além de pedir que a responsabilidade do Clube Militar também seja examinada.