PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Bretas rebate fala de Gilmar Mendes: "Tenho consciência tranquila sobre lisura do meu trabalho"

Jurista carioca negou a existência de escândalos 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro.

Filipe Pereira
16:24 | 09/03/2021
O juiz Federal titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, fala durante Simpósio de Combate à Corrupção, na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
O juiz Federal titular da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Marcelo Bretas, fala durante Simpósio de Combate à Corrupção, na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro. (Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Em suas redes sociais, o juiz Marcelo Bretas negou a existência de escândalos na 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro. A acusação foi proferia pelo ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), durante julgamento da suspeição do ex-ministro Sergio Moro, em curso nesta terça-feira, 9. Bretas é também responsável pelos julgamentos da Lava Jato. 

“A tal 7ª ara do Rio de Janeiro, não sei por que o escândalo ainda não veio à tona, mas o que se fala em torno dessa vara também é de corar frade de pedra”, afirmou Gilmar. Bretas, por sua vez, disse ter a consciência tranquila sobre sua atuação.

“Como Juiz Federal há mais de 23 anos, 6 dos quais como titular da 7ª Vara Federal no Rio de Janeiro, e com a consciência tranquila da lisura do trabalho ali desempenhado, nego veementemente qualquer suposta irregularidade, como foi referido", postou o Bretas no Twitter.