PUBLICIDADE
Política
Noticia

18 servidores da Assembleia Legislativa do Ceará morreram de Covid-19

A informação foi dada pelo presidente da Casa, deputado Evandro Leitão (PDT). Ele destacou ainda que as sessões plenárias continuarão sendo realizadas de maneira híbrida

12:16 | 25/02/2021
Evandro Leitão, futuro presidente da Assembleia Legislativa (Foto: Thais Mesquita)
Evandro Leitão, futuro presidente da Assembleia Legislativa (Foto: Thais Mesquita)

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Evandro Leitão (PDT), informou na sessão desta quinta-feira que, desde o início da pandemia, em março de 2020, 18 servidores da Casa morreram vítimas da Covid-19. Em quase um ano de pandemia no Estado, mais de 11 mil cearenses vieram a óbito

Foram eles: Jarina Montenegro Aguiar, Mosart Marques dos Santos, José Alexandre de Andrade, José Wilson Soares, Maria Lucimar Carneiro Vieira, Francisco Braga Teixeira, Antônio Juvêncio Barroso, José Gerardo de Lima Freire, Marconi José Figueiredo de Alencar, Luzardo Gonçalves de Sousa, Antonio Fernandes de Liberato, Antonio Martins da Costa, Célio Ferreira Fontenele, Luiz Alves Ramos Neto, Gerson Queiroz, Haroldo Alexandre Bonfim de Araújo, Francisco de Assis Lopes e Márcio Lomonaco. Todos foram homenageados na manhã de hoje.

“Perdemos 18 servidores desde março de 2020. Somente neste ano, foram seis. Expresso aqui minha tristeza e solidariedade aos familiares desses nossos colaboradores, lembrando que só teremos condições de reduzir essa contaminação obedecendo ao distanciamento social”, destacou o parlamentar.

Evandro Leitão também disse que as sessões plenárias continuarão sendo realizadas de maneira híbrida, com participação dos deputados de forma presencial e também virtual. “Além do formato das sessões, lembramos que as dependências físicas da Assembleia continuam fechadas para o público externo, permanecendo aberta para deputados e três assessores por gabinete e imprensa”, sublinhou.