PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Justiça do Rio afasta, por unanimidade, Flordelis do cargo de deputada federal

A deputada federal deve ficar fora do cargo até o julgamento do processo no qual é acusada de ser a mandante da morte do marido, o pastor Anderson do Carmo

Filipe Pereira
15:33 | 23/02/2021
Flordelis é acusada de ser a mandante do crime, mas não foi presa em razão da imunidade parlamentar (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)
Flordelis é acusada de ser a mandante do crime, mas não foi presa em razão da imunidade parlamentar (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ), por meio da 2ª Câmara Criminal, decidiu nesta terça-feira, 23, por unanimidade, afastar Flordelis dos Santos de Souza (PSD) do cargo de deputada federal. A decisão, proferida após julgamento realizado por videoconferência, é para que a parlamentar fique afastada do exercício parlamentar durante a primeira fase do processo no qual Flordelis é ré por ser mandante da morte do marido, o pastor Anderon do Carmo.

O relator do processo na câmara, desembargador Celso Ferreira Filho, votou a favor do afastamento. Logo depois, Antônio José e Katia Jangutta, os outros dois desembargadores, seguiram a mesma orientação de voto. Para Celso Filho, há situações concretas que demonstram atos de Flordelis para atrapalhar a "busca pela verdade" no processo.

A decisão dos desembargadores será submetida ao plenário da Câmara dos Deputados para que decidam se o afastamento será mantido, conforme determina a Constituição Federal.