PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Bolsonaro deve viajar ao Guarujá nesta segunda-feira para folga do réveillon

A previsão é de que o presidente retorne a Brasília dia 4 de janeiro. São Paulo, governador pelo desafeto João Dória, impôs novas medidas rígidas para impedir circulação de pessoas e conter proliferação do coronavírus

15:41 | 27/12/2020
Jair Bolsonaro em passeio por estabelecimentos de Brasília (Foto: WAGNER PIRES/AE)
Jair Bolsonaro em passeio por estabelecimentos de Brasília (Foto: WAGNER PIRES/AE)

Após passar o último réveillon no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro deve viajar nesta segunda-feira (28) ao Guarujá, cidade do litoral de São Paulo que se tornou um dos seus principais destinos nos feriados deste ano. A previsão é de que o presidente retorne a Brasília apenas no dia 4 de janeiro.

Desde que assumiu a Presidência, Bolsonaro se hospedou no Forte dos Andradas por sete vezes. Somente em 2020, esse foi o local de descanso escolhido pelo presidente no carnaval em fevereiro; no dia de Nossa Senhora Aparecida, em 12 de outubro; e no feriado de Finados, em 2 de novembro.

Assim como costuma fazer nos finais de semana em Brasília, nas viagens ao Guarujá o presidente circulou pelas cidades da Baixada Santista, provocando aglomerações em espaços públicos.

Desta vez, porém, o Estado de São Paulo - governado por João Dória (PSDB), desafeto do presidente - colocou maiores restrições à circulação de pessoas para tentar conter a proliferação da covid-19. Assim como as demais regiões paulistas, a Baixada Santista está em fase amarela e voltará à fase vermelha nos dias 1, 2 e 3 de janeiro. Nesses dias, apenas os serviços essenciais poderão funcionar.

Na semana passada, Bolsonaro se hospedou no Forte Marechal Luz, em São Francisco do Sul, no litoral norte de Santa Catarina. O presidente viajou com o filho Carlos Bolsonaro (vereador reeleito no Rio de Janeiro) e o secretário nacional de Aquicultura e Pesca, Jorge Seif Junior. Além de sair todos os dias para pescar em alto mar, o chefe do Executivo promoveu um jantar com empresários da região e se encontrou com apoiadores.