PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Propaganda na TV recorre a Bolsonaro, Covas, Lula e Moro

07:10 | 14/10/2020

Candidatos à Prefeitura de São Paulo têm recorrido a líderes partidários, a referências históricas e a personalidades no horário político. Ontem, o presidente Jair Bolsonaro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-ministro e ex-juiz da Lava Jato Sérgio Moro, o ex-governador Mário Covas e a deputada estadual e cantora Leci Brandão apareceram na propaganda eleitoral de TV - ou pedindo votos ou tendo a imagem associada às candidaturas.

Líder das pesquisas de intenção de voto, Celso Russomanno (Republicanos) explora sua proximidade com Bolsonaro, que já explicitou apoio ao candidato. O presidente aparece abraçando Russomanno, que exalta o auxílio emergencial do governo federal e o programa Renda Brasil. O candidato promete criar o "auxílio paulistano", versão municipal do benefício.

Mário Covas apareceu mais uma vez no programa do neto, o prefeito Bruno Covas (PSDB), que tenta a reeleição. A campanha usa imagens do ex-governador, que morreu em 2001, falando sobre como encarar adversidades. "Diante dela, só três atitudes: enfrentar, combater e vencer". Bruno utiliza as frases após citar seu tratamento de câncer e os desafios da pandemia para a cidade de São Paulo.

Imagens de arquivo do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro aparecem na campanha de Joice Hasselmann (PSL). No programa, ela afirma que a cidade precisa mudar, e se apresenta ao eleitor dizendo que, "ao lado de Moro", apoiou a Lava Jato. No rádio, a candidata sugeriu a criação de uma "Lava Jato municipal".

Já o ex-presidente Lula aparece em vídeo pedindo voto para o candidato petista, Jilmar Tatto. "São Paulo precisa de um prefeito que trabalhe pelo povo do primeiro ao último dia de mandato", diz Lula no vídeo.

A campanha de Orlando Silva (PCdoB) fala de racismo, com a narração da deputada estadual Leci Brandão, reeleita em 2018 pelo partido. Já Guilherme Boulos (PSOL) apoia-se na figura de sua companheira de chapa e ex-prefeita de São Paulo, Luiza Erundina, que reafirma o compromisso com a população vulnerável da cidade.

Márcio França (PSB), Andrea Matarazzo (PSD) e Filipe Sabará (Novo) levaram ao ar ontem programas sobre temas econômicos.

França prometeu uma linha de crédito de R$ 3 mil pra microempreendedores; o candidato do Novo foi na mesma linha, sem citar valores. Já Matarazzo falou da importância de recuperar emprego e renda na cidade. Candidato do Patriota, Arthur do Val destacou que é o único candidato que não utiliza dinheiro público.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.