PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Ex-prefeito de Morada Nova é condenado por improbidade administrativa

Adler Primeiro é acusado de irregularidades na gestão e falta de prestação de contas de convênios entre o Município e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e o Ministério da Integração Nacional

17:22 | 28/08/2020

A justiça da 1ª Vara da Comarca de Morada Nova condenou nesta quarta-feira, 26, o ex-prefeito da Cidade Adler Primeiro Damasceno Girão por atos de improbidade administrativa. O parecer da 1ª Promotoria de Justiça do município foi favorável à acusação por entender caracterizada a entender a prática dos crimes entre os anos de 2004 a 2008.

A ação de improbidade administrativa incluiu irregularidades na gestão do ex-prefeito e a falta de prestação de contas de convênios entre o Município e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e o Ministério da Integração Nacional.

Em nota, o Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) informou que entre as sanções da condenação judicial estão o ressarcimento integral do dano ao erário público no valor de R$ 40.046,81, devidamente atualizado até a data do pagamento; perda de função pública e a suspensão dos direitos políticos pelo prazo de cinco anos; e o pagamento de multa civil no valor de R$ 2 mil.