PUBLICIDADE
Política
Noticia

Após André Fernandes, veja os outros deputados denunciados no Conselho de Ética da Assembleia

São mais cinco representações movidas contra quatro deputados. André Fernandes responde a mais três. Quatro das representações foram apresentadas no intervalo de oito dias

17:11 | 24/08/2020
Representação contra André Fernandes foi a primeira de uma longa fila na Assembleia (Foto: Thais Mesquita)
Representação contra André Fernandes foi a primeira de uma longa fila na Assembleia (Foto: Thais Mesquita)

Depois da suspensão do deputado estadual André Fernandes (Republicanos), o Conselho de Ética tem mais cinco representações contra deputados estaduais a analisar. Quatro deputados são alvos - uma denuncia dois deputados e outras três são contra o mesmo parlamentar. No caso, o próprio André Fernandes.

LEIA TAMBÉM | Após suspensão, André Fernandes monta mesa na calçada da Assembleia mesmo sem ser proibido de entrar no local

As acoes no conselho de etica
As acoes no conselho de etica (Foto: luciana pimenta)

Quando as representações foram apresentadas:

18 de maio de 2020: Pros contra Leonardo Araújo (MDB) e Osmar Baquit (PDT)

20 de maio de 2020: Psol contra André Fernandes (Republicanos)

22 de maio de 2020: PSDB contra André Fernandes

25 de maio de 2020: PDT contra André Fernandes

4 de agosto de 2020: Pros contra Bruno Gonçalves (PL)

Representações já julgadas contra André Fernandes:

19 de junho de 2019: PSDB

24 de junho de 2019: PDT 

As representações contra Leonardo Araújo (MDB) e Osmar Baquit (PDT) foram movidas contra ambos por troca de acusações em plenário.

Bruno Gonçalves (PL) foi denunciado com base em áudio no qual oferece dinheiro para pré-candidato se filiar a partido da base do prefeito Roberto Cláudio (PDT).

As outras três representações contra André Fernandes são por: 1) Divulgar fake news para difundir que a Covid-19 não seria tão grave; 2) Acusar médicos de adulterarem atestados de óbito, pressionados pelo secretário da Saúde, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho; e 3) Acusar Osmar Baquit de integrar facção criminosa.