PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Trump sugere adiamento das eleições nos EUA

A data da eleição é fixada na Constituição e em quase 250 anos de democracia nunca uma eleição foi adiada no país. Nem a guerra civil adiou o pleito nos EUA

10:57 | 30/07/2020
Donald Trump participou de solenidade no Monte Rushmore, na véspera do Dia da Independência, e no seu discurso criticou protestos antirracistas nos Estados Unidos (Foto: SAUL LOEB / AFP)
Donald Trump participou de solenidade no Monte Rushmore, na véspera do Dia da Independência, e no seu discurso criticou protestos antirracistas nos Estados Unidos (Foto: SAUL LOEB / AFP)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sugeriu na manhã desta quinta-feira, 30, o adiamento das eleições presidenciais marcadas para o próximo dia 3 de novembro. No Twitter, Trump questionou lisura do processo eleitoral pelo correio e sugeriu o adiamento, coisa que nem a Guerra Civil foi capaz de fazer.

A data da eleição é fixada na Constituição e em quase 250 anos de democracia nunca uma eleição foi adiada no País. Fala do presidente evidencia preocupação com as pesquisas, que mostram seu adversário democrata, Joe Biden, à frente inclusive em estados mais conservadores.

Na postagem, Trump disse que pode haver fraude na votação por correio, mas não apresentou sequer evidências. Pelo menos Cinco estados já realizam o processo exclusivamente nas cédulas por correio e ressaltam garantia de proteção contra ataques de pessoas ou entidades mal intencionadas.

O aumento nas votações por correio se dá pela pandemia de coronavírus, que já matou mais de 150 mil pessoas nos EUA.

"Com a votação universal por correio (...), 2020 será a eleição mais imprecisa e fraudulenta da história. Será uma grande vergonha para os EUA. Adie a eleição até que as pessoas possam votar de maneira adequada, segura e protegida???", escreveu Trump.