PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Bolsonaro esteve no CE antes de testar positivo para Covid-19; confira agenda do presidente

A viagem atraiu apoiadores que se aglomeraram no aeroporto de Juazeiro do Norte, que está com medidas restritivas de isolamento social devido ao alto índice de contágio de Covid-19 na região

Filipe Pereira
14:44 | 07/07/2020
Bolsonaro anuncia que testou positivo para coronavírus nesta terça-feira, 7 (Foto: REPRODUÇÃO)
Bolsonaro anuncia que testou positivo para coronavírus nesta terça-feira, 7 (Foto: REPRODUÇÃO)

Na manhã desta terça-feira, 7, o presidente Jair Bolsonaro anunciou teste positivo para o novo coronarívus. Contudo, o presidente manteve-se distante do isolamento social nas últimas semanas. No dia 26 de junho, por exemplo, Bolsonaro esteve no Ceará para inaugurar trecho do Eixo Norte da transposição do Rio São Francisco.

A transmissão da doença ocorre, principalmente, de pessoa para pessoa. E seu período de incubação, que é o tempo para que os primeiros sintomas apareçam, pode ser de 2 a 14 dias. Há 11 dias, Bolsonaro saiu no início da manhã de Brasília e pousou no aeroporto de Juazeiro do Norte, interior cearense. A viagem atraiu apoiadores que se aglomeraram no aeroporto da cidade cearense, que está com medidas restritivas de isolamento social devido ao alto índice de contágio de Covid-19 na região.

Penaforte em 26 de junho de 2020. O presidente Jair Bolsonaro fala com populares no Ceará, após inaugurar mais uma etapa da transposição do Rio São Francisco
Penaforte em 26 de junho de 2020. O presidente Jair Bolsonaro fala com populares no Ceará, após inaugurar mais uma etapa da transposição do Rio São Francisco (Foto: JL ROSA)

Em Penaforte, enquanto acompanhava liberação das águas da transposição, Bolsonaro foi visto com uma máscara "pendurada" no rosto. Momentos antes, parlamentares cearenses também estiveram próximos ao presidente para tirar fotos.

Brasília  - DF, 30/06/2020 - Cerimônia de Prorrogação do Auxílio Emergencial. Em destaque o presidente Jair Bolsonaro e o presidente do senado Davi Alcolumbre
Brasília - DF, 30/06/2020 - Cerimônia de Prorrogação do Auxílio Emergencial. Em destaque o presidente Jair Bolsonaro e o presidente do senado Davi Alcolumbre (Foto: Carolina Antunes/PR)

No dia 30 de junho, o presidente promoveu uma cerimônia no Salão Nobre do Palácio do Planalto para anunciar a extensão do auxílio emergencial. Os ministros da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e da Economia, Paulo Guedes, estiveram presentes. Os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, prestigiaram a cerimônia.

Bolsonaro recebeu dirigentes de oito clubes no dia 30 de junho
Bolsonaro recebeu dirigentes de oito clubes no dia 30 de junho (Foto: REPRODUÇÃO TWITTER)

No mesmo dia, o recebeu dirigentes de oito clubes da Série A do Campeonato Brasileiro - Athletico Paranaense, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos - para uma reunião seguida de um almoço no Palácio do Planalto.

No último sábado, 4, Bolsonaro ficou lado a lado com ministros durante confraternização, eles posaram para fotos sem usar máscara de proteção. Na manhã desta terça, os ministros Fernando Azevedo e Silva (Defesa) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) já confirmaram, por meio de suas assessorias, a realização do teste. Ambos não apresentam sintomas. Os resultados deverão sair em até 72 horas.

Bolsonaro, ao lado do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman
Bolsonaro, ao lado do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman (Foto: Isaac Nóbrega / PR)

Ainda no sábado, feriado norte-americano da independência dos Estados Unidos, o presidente participou, acompanhado de ministros e do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), seu filho, de um almoço com o embaixador, Todd Chapman. Eles posaram para fotos em que aparecem todos sem máscara. A Embaixada dos Estados Unidos informou, por meio de post em rede social, que o embaixador "está tomando as precauções" e "fará os testes".

Após testar positivo para Covid-19 nesta terça, o presidente afirmou que cancelou toda sua agenda externa dos próximos 15 dias e passará a despachar por videoconferência. Ele ponderou que receberá funcionários eventualmente apenas para assinar algum documento. E garantiu que seguirá todos os protocolos determinados pelo Ministério da Saúde.