PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Presidente da Embratur que tocou em live de Bolsonaro é sanfoneiro da Brucelose

Gilson Machado, que também é sanfoneiro e dono da banda pernambucana Forró da Brucelose, disse ter forte amizade com o presidente

Leonardo Maia
10:58 | 26/06/2020
A transmissão ao vivo foi realizada na noite dessa quinta-feira, 25. (Foto: Reprodução/Facebook)
A transmissão ao vivo foi realizada na noite dessa quinta-feira, 25. (Foto: Reprodução/Facebook)

O presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Gilson Machado, prestou homenagem às vítimas da Covid-19 no Brasil durante live do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na noite dessa quinta-feira, 25. A pedido de Bolsonaro, Machado, que também é sanfoneiro e dono da banda pernambucana Forró da Brucelose, tocou um trecho da música “Ave Maria”.

A homenagem começa a partir de 1min20seg, confira:

No início da transmissão, Bolsonaro lamentou o declínio do setor do turismo brasileiro com os impactos da pandemia e pediu que Machado, titular da Embratur, tocasse a música. “Nós queremos prestar uma homenagem aos que se foram, vítimas do coronavírus”, disse. O ministro da Economia, Paulo Guedes, também estava presente na live, tradicionalmente transmitida às quintas-feiras.

Leia Mais | Turismo em queda no governo Bolsonaro mesmo antes da pandemia

O ato acontece após o presidente minimizar inúmeras vezes os efeitos da pandemia. No dia 10 deste mês, por exemplo, Bolsonaro ignorou a manifestação de uma apoiadora e mandou a mulher se retirar após ser questionado sobre as cerca de 38 mil mortes causadas pelo novo coronavírus no Brasil. "Cobre do seu governador. Sai daqui", disse.

O humorista Marcelo Adnet ironizou a homenagem em suas redes sociais. “Saiu o Sinta-se Em Casa de hoje. Não, pera, quer dizer…”, disse referindo-se ao programa humorístico que vai ao ar diariamente sobre sua vida na quarentena.


Quem é o presidente da Embratur, Gilson Machado

Gilson Machado, cotado para ser o candidato bolsonarista para a Prefeitura de Recife, se considera um dos poucos amigos do presidente que realmente “fala a verdade” a ele. Em entrevista ao Jornal do Commercio no fim do ano passado, disse que os dois têm uma amizade forte. “Às vezes ele (Bolsonaro) fica chateado, mas por ter um bom senso forte, reconhece o que falamos e agradece", afirmou.

Formado em medicina veterinária pela Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), Gilson Machado Neto também é criador de gado no Estado de Tocantins, produtor de coco em Alagoas e membro do trade turístico da Rota dos Milagres e do Convention & Visitors Bureau de Maragogi. É proprietário de duas emissoras de rádio, uma em Gravatá (PE) e outra em Maragogi (AL).

Quando participou da transmissão semanal do presidente, em fevereiro, Machado foi alvo de uma piada com seu estado de origem. O chefe do Executivo Federal sugeriu que Gilson não aparecia na tela por ter cabeça grande.

"A tela está pequena e ele, como é de Pernambuco... Tem a cabeça grande, Gilson? Não iria caber na tela aqui, por isso ficou de fora", disse Bolsonaro. “É brincadeira nossa, brincar com nordestino, com goiano, com gaúcho. Goiano faz dupla sertaneja para tudo, gaúcho macho, baiano, cearense", explicou o presidente.

(Com informações do Jornal do Commercio, via Rede Nordeste)