PUBLICIDADE
Política
NOTÍCIA

Em nota, Flávio Bolsonaro diz ser vítima de campanha de difamação

Declaração ocorre dois dias após seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, ser preso no interior de São Paulo em investigação que apura esquema de "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro

16:51 | 20/06/2020
Flávio Bolsonaro é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (Foto: ARQUIVO)
Flávio Bolsonaro é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (Foto: ARQUIVO)

Em nota divulgada, neste sábado, 22, o senador Flavio Bolsonaro (Republicanos-RJ) disse ser vítima de um "grupo político que tem patrocinado uma verdadeira campanha de difamação" contra ele. Afirmação foi publicada nas redes sociais, sem citar quem faz parte do suposto grupo ou apresentar provas.

Declaração ocorre dois dias após seu ex-assessor, Fabrício Queiroz, ser preso no interior de São Paulo em investigação que apura esquema de "rachadinha" na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) a partir do desvio de recursos de salários de funcionários do gabinete de Flávio; à época deputado estadual.

"Apesar dos incessantes ataques à sua imagem, Flávio Bolsonaro continua a acreditar na Justiça. Ele reafirma inocência em qualquer das acusações feitas por seus inimigos e garante que seu patrimônio é totalmente compatível com os seus rendimentos", escreve na nota.

"Tudo ficará inequivocamente comprovado dentro dos autos. A verdade prevalecerá!", finaliza.